Negado último recurso de Lula no TRF4

Filipe Teixeira
Colaborador do Torcedores
1

Foto: img-capa

Não deu

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva sofreu mais uma derrota nesta quarta-feira (18). O TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) rejeitou o segundo embargo de declaração contra a condenação da corte, que julgou o processo do famoso triplex no Guarujá (SP).

A oitava turma formada pelo juiz federal Nivaldo Brunoni e os e os desembargadores Victor Laus e Leandro Paulsen, rejeitou o pedido por unanimidade.

[box type=”warning” align=”” class=”” width=””]A oitava turma do TRF4 sequer analisou o mérito dos questionamentos da defesa [/box]

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Não contavam com a sua astúcia

A decisão de Sergio Moro de deter o ex-presidente sem aguardar a decisão destes segundos embargos, pegou os advogados do ex-presidente de surpresa. A defesa de Lula esperava que Moro aguardasse a decisão destes  embargos de segunda declaração para decidir sobre o andamento da pena dele.

Desde sábado (6), Lula se encontra preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde cumprirá pena de doze anos e um mês de prisão, em regime fechado, referente aos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Nada mudou

Apesar da prisão, Lula segue liderando a última pesquisa divulgada pelo Datafolha no último final de semana, com 31% das intenções de voto.

Faça você mesmo o rebalanceamento de sua carteira de investimentos

Agora, a defesa do ex-presidente deve entrar com recursos no STF (Supremo Tribunal Federal) e no STJ (Superior Tribunal de justiça) para tentar reverter a condenação.

Desde a primeira condenação no TRF4, Lula encontra-se impedido de se candidatar por conta da lei Ficha Limpa, que torna inelegível, pessoas já condenadas por órgãos colegiados pela Justiça.

De novo ela

No entanto, Lula pode entrar com recursos também no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para tentar validar sua candidatura. Se liberado, o ex-presidente pode participar da corrida eleitoral mesmo preso.

Em agosto, a atual ministra do Superior Tribunal Federal Rosa Weber, deve assumir a presidência do TSE e opor consequência, analisar o pedido de candidatura de Lula.

Façam suas apostas!