Navio da MSC é recusado em dois portos por medo do coronavírus

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / MSC Cruises

MSC Meraviglia teve sua parada negada em dois portos no Caribe, nessa terça-feira (25), por medo do coronavírus. Ocho Rios, na Jamaica, e George Town, nas Ilhas Cayman, não deram autorização para a embarcação atracar.

O temor veio por conta do reporte médico de que um membro da tribulação tinha uma gripe, mas a própria MSC informou de que se trata de uma gripe sazonal comum e não infecção pelo Covid-19.

“A MSC Cruzeiros está extremamente desapontada com o fato de as autoridades jamaicanas terem adiado ontem (terça-feira) uma decisão por muitas horas para conceder ao nosso navio a autorização necessária para desembarcar os hóspedes, apesar de termos fornecido registros médicos detalhados à autoridade de saúde local e às autoridades nacionais antes da chegada, conforme o protocolo normal”, diz a empresa.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

“Da mesma forma, a decisão tomada durante a noite pelas autoridades de Grand Cayman de recusar o desembarque em Georgetown foi tomada sem mesmo revisar os registros médicos do navio, que mostram um único caso de gripe sazonal comum (influenza tipo A) que afeta um membro da tripulação com um histórico de viagem mostrando claramente nenhuma passagem através de territórios afetados pelo Covid-19 (Coronavírus) ou sujeita a quaisquer restrições sanitárias internacionais. Nos dois casos, o navio foi efetivamente recusado simplesmente com base em temores”, segue.

Situação atual do MSC Meraviglia

Segundo a MSC Cruzeiros, a empresa está fazendo uma triagem para negar o embarque a qualquer pessoa – tripulação e hóspede – que viajou para, de ou através da China continental, Hong Kong ou Macau, bem como para pessoas que durante os últimos 14 dias viajaram para, de ou através de qualquer um dos municípios sujeitos a quarentena no norte da Itália central. Essas são as regiões, junto com a Coreia do Sul e o Irã, mais afetados pelo vírus.

“Além disso, todos os navios da MSC Cruzeiros também realizam triagem individual de pré-embarque por câmeras térmicas para identificar hóspedes ou membros da tripulação com sinais ou sintomas de doenças como febre (com mais ou igual a 38°C) ou febre, calafrios, tosse ou dificuldade em respirar. Isso também resultará em embarque negado”, conclui.

O membro da tripulação que foi diagnosticado com gripe sazonal comum está em uma condição estável, recebendo tratamento e medicamentos antivirais, e agora está livre de febre e quase se recuperou. Por precaução, ele foi isolado de outros membros da tripulação e passageiros.

Atualmente está atracado em Cozumel, México. Em seguida, parte para o último porto de escala, na nova ilha privada da linha de cruzeiros Ocean Cay, nas Bahamas, sábado (29). Este último porto é de propiredade da MSC Cruises. O MSC Meraviglia está programado para voltar a Miami, Flórida, no domingo.

O MSC Meraviglia foi construído em 2017 e navega com a bandeira de Malta.

LEIA MAIS
Casa Branca avisa companhias aéreas que pode suspender voos da China para os EUA por coronavírus