Natura (NTCO3) lucra R$ 377 mi no balanço do 3º trimestre

Rodrigo Petry
Editor-chefe, com 18 anos de atuação em veículos, como Estadão/Broadcast, InfoMoney, Capital Aberto e DCI; e na área de comunicação corporativa, consultoria e setor público; e-mail: rodrigo.petry@euqueroinvestir.com.
1

Crédito: Divulgação / Natura

A Natura (NTCO3) reportou lucro líquido consolidado R$ 377,7 milhões no terceiro trimestre deste ano, praticamente estável na comparação anual.

Há um ano o lucro no mesmo período ficou em R$ 376,8 milhões.

No critério atribuído aos acionistas controladores o lucro subiu 1,3%, a R$ 381,7 milhões.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) reportado somou R$ 1,457 bilhão, alta de 32,8%, com margem de 14% (+1.p.p.).

Excluindo custos de integração, resultado do crescimento da receita, melhora da margem bruta e disciplina de custos em todos os negócios, a empresa teve um Ebitda ajustado de R$ 1,547 bilhão, com margem de 14,8% (+3,3 p.p.).

A Natura &Co alcançou receita líquida consolidada de R$ 10,4 bilhões, alta de 31,7%.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Sinergia Natura e Avon

Em relação às sinergias de custo da integração da Avon, estas somaram US$ 17,6 milhões.

As sinergias alcançadas neste trimestre estão relacionadas principalmente a sinergias administrativas e de suprimentos, incorrendo em custos de captura de US$ 11,5 milhões.

De janeiro a setembro, estas somam US$ 47,8 milhões e foram incorridos US$ 15,7 milhões em custos de captura.

Conforme divulgado em 7 de maio, Natura &Co aumentou sua estimativa de ganhos de sinergias trazidas pelacombinação de negócios com a Avon Products, Inc., em US$100 milhões, elevando o total de sinergias esperadas para entre US$ 300 milhões e US$ 400 milhões.

“Espera-se que essas sinergias sejam totalmente capturadas até 2024”, acrescentou.

Oferta de ações

Em outubro, a Natura concluiu sua oferta pública primária, captando R$ 5,614 bilhões.

Conforme a Natura, os recursos serão direcionados para otimização de sua estrutura de capital por meio da desalavancagem e possibilita investimentos estratégicos que aceleram o crescimento nos próximos três anos.

A companhia encerrou o terceiro trimestre com uma posição de caixa de R$ 8,0 bilhões, antes, porém, do aumento de capital.

Assim, a Natura &Co Holding encerrou setembro com uma dívida líquida consolidada em relação ao Ebitda de 3 vezes.

“Considerando a amortização dos bonds de 2022 da Avon em 2 de novembro, o índice de dívida líquida pro forma sobre o Ebitda seria de 1,38 vez, levando em consideração os números do terceiro trimestre”, acrescentou.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.