Movimentação agropecuária nos portos cresceu 5% em 2020, diz Conab

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

As cargas com produtos relacionados à agropecuária tiveram um crescimento de 5% na movimentação nos portos em 202o, segundo a Conab.

Apesar da pandemia de Covid-19, os níveis passaram de 16% para 21% na comparação entre os anos, analisando-se os dados dos primeiros 10 meses de cada período.

De acordo com o boletim logístico da Companhia Nacional de Abastecimento, até outubro, a circulação de produtos agropecuários atingiu 175 milhões de toneladas.

Simule o rendimento de seus investimentos em Renda Fixa e calcule retorno das aplicações

O estudo foi feito em cima de dados coletados junto a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) até o terceiro trimestre de 2020.

Ao todo, existem no País 34 portos públicos e 147 Terminais de Uso Privado (TUP), responsáveis pela movimentação marítima e fluvial de 80% das mercadorias consumidas diariamente. Aproximadamente 65,5% dessas movimentações são realizadas nos TUP’s e 34,5% nos portos organizados.

O setor agropecuário registrou, de acordo com os dados mais recentes, um superávit na balança comercial de US$ 75,5 bilhões.

Os números foram alcançados diante de US$ 85,8 bilhões (exportações) e US$ 10,4 bilhões (importações). O Ministério da Economia declarou que, em outubro, as exportações brasileiras atingiriam US$ 210,7 bilhões, sendo que a participação do agronegócio alcançaria a metade desse total.

PIB da agropecuária

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a taxa de crescimento do PIB do setor da agropecuária foram revisados, passando de 1,6% para 1,9% em 2020.

A nova previsão foi motivada pelas estimativas para a produção agrícola divulgadas em outubro pelo IBGE. De acordo com a pesquisa, foi apontado um cenário mais favorável para este ano.

Os pesquisadores também encontraram o mesmo resultado para a previsão do PIB diante da estimativa de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Diante desse novo cenário, o Ipea prevê alta de 3,9% no valor adicionado da lavoura. A motivação, principalmente, vem da revisão positiva da produção de soja e café em 2020. As duas são algumas das principais culturas da produção agrícola no país.

Em primeiro lugar, a safra de soja teve seu crescimento revisado de 6,6% para 7,0%. Já no caso do café, a estimativa de alta para a produção foi revisada de 19,4% para 21,5%.

Além do ano ser favorecido pela bienalidade positiva do café, em especial da variedade arábica, o clima é um dos fatores que tem contribuído para o bom resultado da cultura este ano.

Money Week: Confira como foi o quarto dia do evento online