Movida (MOVI3) fecha 15 lojas e capta R$ 527 mi após pandemia

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Movida (MOVI3) / Divulgação

Como consequência da pandemia do coronavírus, a Movida (MOVI3) decidiu fechar 15 lojas no Brasil. A empresa também anunciou que captou R$ 527 milhões desde março como forma de reforçar seu caixa.

Para minimizar os impactos da pandemia, a Movida está fazendo uma estrutura mais enxuta de suas operações. Outra medida é a renegociação de 100% dos contratos de aluguéis e a revisão e negociação de gastos com mais de 10 mil fornecedores.

A empresa decidiu fortalecer seu caixa e fechou maio com R$ 1,1 bilhão. As captações de março a maio da Movida somaram R$ 527 milhões. Além disso, foram postergados vencimentos de debêntures que somam R$ 94 milhões.

Conheça planilha que irá ajudar nas escolhas, gestão e diversificação de suas ações

O número de diárias de aluguel de carros (RAC) da Movida até abril de 2020 teve uma queda de 13,1% em relação à média do segundo trimestre de 2019. Já as diárias de gestão de frotas (GTF) aumentaram em 20,4%. O número de carros seminovos vendidos caiu 34,6%.

Multiplan (MULT3) informa retomada de mais 3 shoppings

A Multiplan (MULT3) informou nesta sexta-feira (12) que retomou mais três shoppings na cidade de São Paulo.

Assim, voltaram a operar o Morumbi Shopping, Shopping Vila Olímpia e Shopping Anália Franco. Todos começam a operar com horários reduzidos.

Segundo a Multiplan, foram adotadas medidas de proteção e segurança nos shoppings, visando, assim, a preservar a saúde e bem-estar dos clientes, lojistas, colaboradores e parceiros.

 

VISC11 reabre cinco shoppings

A Vinci Real Estate Gestora de Recursos (VISC11) anunciou que cinco shoppings estão reabrindo. Eles ficam em São Paulo e Rio de Janeiro.

Os três shoppings do portfólio do fundo localizados na cidade do Rio de Janeiro (West Shopping, Ilha Plaza e Center Shopping Rio) retomaram suas atividades no dia 11 de junho.

Em função das medidas tomadas pelo governo do estado de São Paulo, os shoppings Granja Vianna e ABC estão autorizados a abrir no dia 15 de junho, enquanto o Prudenshopping deverá ter na mesma data suas atividades interrompidas devido à regressão apresentada pela região de Presidente Prudente nos critérios utilizados para flexibilização das medidas restritivas.

Assim, o fundo deverá ter 9 shoppings de seu portfólio em funcionamento. Isso representa aproximadamente 58% da receita imobiliária esperada do fundo.