Morte de Soleimani teria sido autorizada há sete meses

Fernando Augusto Lopes
null
1

Crédito: Gage Skidmore / Flickr

A emissora norte-americana NBC divulgou que o assassinato de Qassem Soleimani teria sido autorizado pela Casa Branca há sete meses. A única condição prévia era que o Irã provocasse a morte de algum cidadão americano. A NBC ouviu a informação de cinco funcionários e ex-integrantes do governo dos EUA.

O presidente teria dado sinal verde para um ataque contra Suleimani em junho de 2019, mas determinou que qualquer ação militar futura para matar o general iraniano deveria ter sua assinatura.

Após a ação, a Câmara dos Representantes dos EUA (equivalente à nossa Câmara dos Deputados) aprovou na quinta-feira (9) uma resolução que limita as ações militares de Trump no conflito com o Irã. Pela nova determinação, que ainda precisa ser aprovada no Senado, onde os Republicanos, partido de Trump, têm maioria, o presidente é obrigado a pedir autorização ao Congresso antes de tomar outras medidas relacionadas ao tema.

Soleimani acompanhado de perto

Reportagem da agência de notícias EFE explica que “segundo as fontes consultadas pela NBC, essa autorização explica por que o assassinato de Soleimani estava entre as opções que o Pentágono apresentou a Trump há duas semanas para responder a um ataque de milícias iraquianas pró-Irã que acabou com a morte de um empreiteiro americano”.

“As fontes afirmaram que o então assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, pressionou Trump a responder à queda de um drone americano no Irã com uma operação para matar Soleimani. Ele teve apoio do ainda secretário de Estado, Mike Pompeo”, segue a reportagem.

Uma pessoa com conhecimento dessa reunião explicou à NBC que a mensagem de Trump foi clara e o assassinato de Soleimani “só estaria sobre a mesa se (os iranianos) atacassem americanos”.

Soleimani era acompanhado de perto pelos americanos há anos. Os serviços de inteligência monitoram há tempos os passos do militar. A ideia de matá-lo teria surgido, segundo a NBC, durante uma reunião do então assessor de Segurança Nacional de Trump, o general H.R. McMaster, com outros funcionários da Casa Branca.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Mas foi com a chegada de Bolton, pressionando Trump a tomar uma atitude, que o assassinato ganhou força. Bolton saiu do governo depois de atritos com o chefe. Mas a semente da ideia estava plantada.

Com informações da EFE e tradução do portal UOL.


Aproveite o atual cenário econômico do Brasil e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Deixe seus dados abaixo e conte com a nossa equipe para lhe ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374