Morning Call: Dia pode ser de recuperação; petróleo preocupa

Marcia Furlan
null
1

Crédito: Reprodução/Pexels

As ações dos índices futuros de Nova York sobem nesta quarta-feira de pós-feriado aqui no Brasil, enquanto os investidores seguem monitorando a volatilidade contínua nos mercados de energia, também atentos a continuação do calendário de balanços nos EUA enquanto os preços do petróleo renovam suas quedas.

O Stoxx Europe 600 Index avança nesta manhã, se recuperando da queda de terça-feira, com 18 dos 19 setores no positivo, incluindo as ações de energia.

Os contratos futuros do Índice S&P 500 avançam após o fechamento em queda superior a 3% no dia anterior, quando os investidores pareciam encolher o progresso de um novo pacote de ajuda para combater o impacto econômico do coronavírus. As ações caíram no Japão, mas subiram na maioria dos outros grandes mercados asiáticos.

O que você verá neste artigo:

Petróleo

Os preços do petróleo Brent reduziram para -7,8% uma queda que chegou a 17% mais cedo, quando o benchmark foi sugado ainda mais para a rota que enviou os futuros do WTI abaixo de zero nesta semana.

O desastre do petróleo pode sinalizar que o impacto na economia global da pandemia será mais profundo ou mais longo do que o esperado pelos investidores que elevaram o S&P 500 em 28% em relação às mínimas de março. Alguns países estão adotando medidas para relaxar as medidas de bloqueio usadas para conter o surto.

Reabertura

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que os dados sugerem que a curva de disseminação do surto no Estado, aponta para um declínio, com o número de mortes caindo pelo sexto dia consecutivo.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Governadores da Geórgia e Carolina do Sul também começam a tomar medidas para reabrir suas economias.

Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, tem alertado sobre os perigos de um relaxamento precoce nas medidas de isolamento, apontando que a decisão pode causar ainda mais danos.

Um estudo em Los Angeles mostrou que o vírus pode ser mais disseminado do que se pensava anteriormente.

A Alemanha diminuiu algumas restrições, enquanto na Na Grã-Bretanha, o governo de Boris Johnson emitiu uma defesa de sua gestão da crise e está resistindo a pressão para aliviar as restrições. Mortes e novos casos diminuíram no Reino Unido e na Itália.

Socorro fiscal

O Senado americano aprovou mais um socorro fiscal, desta vez na ordem de US$480 bilhões, destinado a pequenas empresas e hospitais e o presidente Donald Trump anunciou a suspensão temporária por 60 dias, para imigrantes que aguardam respostas aos pedidos de Green Card. A medida visa proteger o emprego dos cidadãos americanos.

Por aqui, a volta do feriado promete mais um ajuste negativo com a queda de 3,29% do índice EWZ no dia de ontem, com um olhar especial para a Petrobras, que vive um momento dificílimo com a oferta abundante contrastando com a forte queda na demanda pela commoditie.

Inflação

A participação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em live realizada pelo JP Morgan, indicou uma expectativa de que o câmbio, apesar da vertiginosa escalada, ainda não oferece riscos a inflação, indicando que o cenário caótico causado pela pandemia está agora mais claro, oferecendo espaços para novos cortes nos juros, quem sabe começando já pela próxima reunião, agendada para daqui a 2 semanas.