Morning Call: Enquanto um acordo não é assinado, bolsas seguem em incertezas

Guilherme Paulo
Colaborador do Torcedores

Crédito: U.S. President Donald Trump poses for a photo with China's President Xi Jinping before their bilateral meeting during the G20 leaders summit in Osaka, Japan, June 29, 2019. REUTERS/Kevin Lamarque/File Photo

Um possível acordo parcial foi alcançado entre EUA e China, mas sem algo concreto os investidores permanecem cautelosos aguardando sinais dos dois países.

Ásia

Bolsas asiáticas encerram o dia positivas, refletindo a notícia de sexta-feira, de que EUA e China alcançaram um acordo parcial e irão elaborar a primeira fase para a assinatura. No Japão os mercados não abrem por causa de um feriado nacional.

Entre dados econômicos, na China a balança comercial atingiu 272,2 bilhões de iuanes em setembro, acima da expectativa de 254 bilhões de iuanes. As importações tiveram variação de -8,5%, abaixo da expectativa de -5,9%, e as exportações tiveram variação de -3,2%, também abaixo do esperado de -2,8%.

Nikkei 225 [+1,15%] (Feriado)
Shanghai [+1,15%]
Hang Seng [+0,81%]

Commodities

O comportamento das commodities refletem uma maior aversão ao risco e incertezas em relação à realização do acordo entre EUA e China. O petróleo devolve os ganhos de sexta-feira, enquanto o ouro se valoriza na esteira de busca por proteção.

A referência britânica, o Brent, opera em baixa de 1,98% a US$ 59,31 o barril. A referência norte-americana, o WTI, opera em baixa de 2,03% a US$ 53,59 por barril.

O ouro opera em alta de 0,72% a US$ 1.499,35 por onça-troy.

Europa

Na Europa a aversão ao risco se deve a incertezas em torno no Brexit, mesmo com as sinalizações do Reino Unido e Irlanda de que podem alcançar um acordo para uma separação conciliada.

O bom humor com o acordo entre EUA e China durou pouco, por mais que os países indicam que chegaram a um consenso parcial, os termos ainda deverão ser elaborados e assinados. E como a previsibilidade das ações dos dois países é baixa, os investidores aguardam sinais mais firmes.

Alemanha | DAX [-0,59%]
Inglaterra | FTSE 100 [-0,53%]
França | CAC 40 [-0,73%]
Europa | Euro Stoxx 50 [-0,71%]
Itália | FTSE MIB [-0,42%]
Euro/Dólar | € 1,1029 | [-0,10%]

Mercado Futuro EUA

Os futuros norte-americanos operam negativos, puxando as bolsas europeias para o mesmo terreno. Na sexta-feira, EUA e China tiveram um resultado positivo na reunião do alto escalão para resolver os conflitos comerciais. O dia foi marcado por troca de gentilezas entre os dois países, com a China comprando mais produtos agrícolas norte-americanos, e os EUA adiando aumento de taxas sobre produtos chineses.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Os investidores ainda aguardarão os próximos capítulos das atuações dos dois países, enquanto buscam o meio termo para encerrar o conflito.

Dow Jones 30 [-0,31%] | 26.693 pontos
S&P 500 [-0,33%] | 2.960 pontos
Nasdaq [-0,43%] | 7.825 pontos
VIX [+0,25%]

Mercado Brasileiro

O Ibovespa encerrou na sexta-feira com 103.831 pontos, em alta de 1,98%, após mínima de 101.818 pontos e máxima de 104.380 pontos. O índice acompanhou o exterior em forte alta. A única empresa que encerrou no negativo foi a Eletrobras. O volume financeiro daquela sessão somou R$15,4 bilhões.

Na semana passada, o índice acumulou alta de 1,25%, e no mês baixa de 0,87%.

O dólar futuro encerrou a sexta-feira em baixa de 0,10%, cotado a R$ 4,112. Na máxima, a moeda atingiu R$ 4,132 e na mínima R$ 4,086. O real seguiu o comportamento das moedas emergentes na maior parte do dia, tendo alta frente o dólar.

Na semana passada, o dólar teve alta de 1,18%, e no mês baixa de 1,18%.

Acompanhe o mercado financeiro em tempo integral: https://telegram.me/wisir

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.