Como montar um plano de investimentos para o seu dinheiro

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Um dos primeiros passos para que um investidor tenha sucesso é sentar e elaborar um plano de investimentos.

O grande problema é que a maioria das pessoas, principalmente aquelas que não tiveram a oportunidade de ter uma educação financeira adequada, acabam pulando essa fase tão importante e partem para o mercado sem, ao menos, ter um objetivo definido.

Ter um bom plano de investimentos é essencial, principalmente se o seu foco é ter uma estabilidade financeira. Sem ele, você poderia facilmente perder o rumo e, consequentemente, não atingir o seu objetivo.

Neste artigo, você aprenderá passo a passo como montar um plano de investimentos para o seu dinheiro. Se você não sabe por onde começar ou tem medo de investir, não se preocupe, pois agora você irá conhecer o caminho para alcançar todos os seus objetivos.

Boa leitura!

Por que você deve ter um plano de investimentos

Você já percebeu como quase tudo na vida passa por um processo de planejamento? Até as tarefas mais corriqueiras do dia a dia são planejadas, mas, às vezes, você nem percebe isso.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By arthurhidden.

Vamos a um exemplo para que você possa entender onde queremos chegar:

Se você tem filhos pequenos, certamente os leva para a escola diariamente, não é mesmo?

Para isso, provavelmente você acorda cedo, arruma as crianças, faz um belo café da manhã, pega o carro e chega na escola antes do horário do começo da aula.

Mesmo sem perceber, você acabou montando um plano para fazer tudo isso, que é composto por todas as etapas que citamos anteriormente.

Se o ser humano costuma fazer planos para quase tudo na vida, então por que seria diferente quando o assunto são as suas finanças?

Um plano de investimentos nada mais é do que um documento em que você irá planejar a sua vida financeira, com metas e prazos estabelecidos para o seu cumprimento.

Com esse planejamento em mãos, fica muito mais fácil atingir qualquer objetivo, uma vez que você estabelecerá um caminho a ser seguido.

O que deve constar em seu plano de investimentos

A montagem de um plano de investimentos para o seu dinheiro requer que você reflita sobre alguns pontos como:

  • Qual é o seu objetivo?
  • Quais são os meios disponíveis para chegar a esse objetivo?
  • Quais são os riscos que podem surgir pelo caminho?
  • Em quanto tempo você quer atingir esse objetivo?
  • Você pode contar com alguma ajuda ao longo desse caminho?

Outras indagações também podem surgir e é importante que você as coloque no papel e reflita até conseguir uma resposta para todas elas.

Para te ajudar nesse projeto, separamos algumas dicas bastante úteis para você montar um plano de investimentos e ter sucesso em seus objetivos. Confira nos tópicos a seguir.

Passo a passo: como montar um plano de investimentos

Há um trecho no filme Alice no País das Maravilhas que é uma verdadeira lição de vida (se você ainda não assistiu, fica a dica para o próximo fim de semana).

Nele, a garotinha Alice está caminhando pela floresta até que chega a um ponto em que a sua trilha se divide em uma infinidade de caminhos.

Crédito da imagem: The Disney Wiki by Wmswmcqsadakjm.

Indecisa e sem saber para onde ir, Alice se depara com um gato sorridente em cima de uma árvore, que a indaga, em tom de ironia, se poderia ajudá-la de alguma forma.

Como está perdida, Alice explica que só queria saber qual daqueles caminhos deve tomar, mas o gato a explica que essa escolha dependeria do lugar para onde ela quer ir.

Alice o responde que isso verdadeiramente não importa, mas é interrompida pelo gato, que responde taxativamente: “então, não importa que caminho tomar”.

A lição que podemos tirar desse clássico infantil possui um gigantesco significado em nossas vidas como adultos: “se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”.

Por isso, é tão importante fazer planos, seja no caso dos investimentos ou para qualquer outra situação da vida. E, para te ajudar, elaboramos um pequeno roteiro que você pode seguir para montar o seu plano de investimentos. Confira!

  1. Verifique a sua condição financeira atual

Se você quer começar a investir, o primeiro passo é conhecer bem a sua situação financeira. Para isso, você precisará colocar no papel quais são as suas atuais fontes de renda e, também, as suas despesas.

O resultado dessa conta é importante, pois você descobrirá qual é o montante mensal que você tem disponível para investir.

É possível que você tenha dívidas, assim como acontece com grande parcela da população economicamente ativa do Brasil.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Rawpixel.

Nesse caso, o ideal é se planejar para quitar essas dívidas antes de pensar em investir, pois os juros de algumas dívidas superam, e muito, até o rendimento da melhor aplicação que você poderia fazer.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Outro ponto que você deve considerar é ter uma reserva de emergência, que será utilizada caso surja alguma situação inesperada como uma doença na família, a perda do emprego, um acidente de carro etc.

Essa reserva de emergência deve compreender o montante equivalente a, pelo menos, seis meses do seu atual custo de vida, mas especialistas apontam que o ideal é ter guardado o equivalente a um ano.

O dinheiro da reserva de emergência pode ser aplicado em investimentos que possuam liquidez diária, ou seja, aqueles em que você pode retirar o dinheiro quando precisar e sem perder a rentabilidade.

Além disso, você deve separar aquilo que será investido do que será destinado à sua reserva de emergência.

  1. Faça planos

Antes de começar a investir é importante que você já tenha definido quais são os seus objetivos, ou seja, em que será aplicado o dinheiro ganho ao longo do tempo.

Cada pessoa tem um motivo para investir e isso é bastante pessoal. Algumas pessoas investem para comprar uma casa, outras para garantir uma aposentadoria mais confortável. Há, também, aquelas que investem para trocar de carro ou para comprar um celular novo.

Assim, independentemente de quais sejam os seus objetivos, tenha-os bem definidos antes de começar a investir, pois eles serão o seu norte e te darão força para seguir nessa caminhada.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Elegant01.

  1. Defina prazos

Um objetivo sem prazo pode ser considerado apenas um sonho. Já um objetivo com um prazo definido se torna uma meta.

Por isso, após definir quais são os objetivos que você deseja alcançar, estabeleça em quanto tempo você deseja que isso aconteça.

Por exemplo:

  • “Comprar uma casa à vista em 10 anos”;
  • “Fazer uma viagem para a Disney com a família em três anos”;
  • “Trocar de carro no ano que vem”;
  • “Comprar um computador novo em seis meses”.
  1. Descubra o seu perfil de investidor

Uma vez que você já tenha organizado a sua vida financeira e criado metas, o próximo passo é definir qual é o seu perfil de investidor.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Prostock-studio.

Existem, basicamente, três perfis de investidores: o conservador, o moderado e o arrojado.

O conservador é aquele que preza pela segurança do seu dinheiro e, portanto, não está disposto a correr nenhum tipo de risco.

O perfil moderado é aquele que ainda precisa se sentir seguro para investir, mas que está disposto a arriscar parte do seu dinheiro em aplicações mais arriscadas em busca de melhores resultados.

Já o perfil arrojado é aquele investidor que não se importa em correr riscos caso a recompensa seja compatível com esse perigo.

Para saber exatamente qual é o seu perfil, convidamos você a realizar um teste de perfil de investidor aqui na EuQueroInvestir.

  1. Escolha as aplicações adequadas às suas metas e ao seu perfil

Cada perfil de investidor possui um leque de aplicações recomendadas. Os mais conservadores, por exemplo, conseguem investir com mais segurança em produtos de renda fixa, tais como o CDB e o Tesouro Direto.

Os mais arrojados, por sua vez, podem ganhar muito dinheiro investindo em ações e outras aplicações na Bolsa de Valores.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By amenic181.

No entanto, independentemente do seu perfil, também é importante que você procure compatibilizar a aplicação escolhida com a sua meta, definida nos passos anteriores.

Por exemplo: se o seu objetivo é viajar com a família em três anos, o ideal é que você busque por investimentos mais seguros para não ter problemas pouco antes de fazer as malas.

Já imaginou se você aposta em ações, mas pouco antes da data marcada para a compra das passagens, as ações da empresa em que você investiu caem drasticamente?

Para não ter problemas, o ideal é que você invista algum tempo para estudar quais são as principais aplicações financeiras disponíveis no mercado.

São muitas as opções de produtos em que você pode render o seu dinheiro, mas cada uma delas possui características próprias e que podem impactar diretamente em seus objetivos.

Se você deseja saber mais sobre o mundo dos investimentos, que tal aproveitar para fazer o nosso curso gratuito chamado “Jornada do Investidor?

O curso é composto de 80 videoaulas curtas, mas que abordam todos os principais investimentos do mercado de maneira pormenorizada.

Confira a primeira aula do curso e veja por que é tão importante criar o hábito de investir:

  1. Avalie o seu progresso e mude se for necessário

Após elaborar o seu plano de investimentos e de colocá-lo em ação, o próximo passo é fazer um acompanhamento constante de suas aplicações financeiras para verificar se tudo está correndo conforme o planejado.

Caso surja algum imprevisto ao longo do caminho, você poderá alterar alguma coisa nesse plano para adequá-lo à sua nova realidade.

Imagine só chegar no final de um investimento e perceber que algo não saiu conforme o planejado? Por isso é importante que você esteja por dentro de tudo o que está acontecendo com o seu dinheiro enquanto ele está investido.

Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By amenic181.

  1. Procure ajuda especializada

Montar um plano de investimentos pode ser uma tarefa que demande algum conhecimento técnico sobre o assunto, portanto, contar com uma ajuda especializada pode ser muito útil.

Os assessores de investimentos da EuQueroInvestir estão à sua disposição para te ajudar nesse processo e montar uma carteira de investimentos focada em suas metas e com base no seu perfil de investidor.

A assessoria é gratuita e você pode entrar em contato facilmente por meio da opção “Assessor de Investimentos”, que aparece em sua tela.

Esperamos que, após a leitura deste artigo, você possa colocar em prática a elaboração e a execução do seu plano de investimentos. Se quiser receber mais conteúdos como este, então inscreva-se em nossa newsletter e receba tudo em primeira mão.

Bons investimentos!

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.