Money Week: 2º dia debate oportunidades na bolsa

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Foto: Reprodução Money Week

Em seu segundo dia, a 4ª edição da Money Week continua quente, com a participação de Louise Barsi, que falou sobre o “jeito Barsi” de investir.

Mas a programação reservou muito mais atrações, como a participação do trader profissional Rafael Ferri, que debateu as melhores oportunidades na bolsa.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

O segundo dia ainda trouxe painéis de setores específicos: varejo e commodities metálicas. Confira os destaques abaixo!

Para acessar as palestras e saber tudo que foi dito no primeiro dia da Money Week é só clicar neste link!

Redes sociais e a bolsa

Para debater o papel das mídias sociais na educação financeira e o consequente investimento em bolsa, Money Week trouxe Gilvan Bueno, da Financier Educação; Eduardo Mira, de Me PoupeCharles Wicz, do Economista Sincero.

Segundo Mira, o maior desafio é atender o aumento do número de pessoas que procuram informações sobre investimentos. “O trabalho nas redes é gerar conteúdo para atender essa demanda, de uma forma fácil e acessível. Com a pandemia mais pessoas buscam informações nas redes sociais.”

Enquanto isso, Bueno reforçou que o Brasil ainda é muito jovem na questão da educação financeira, com um baixo número de empresas listadas. “Há mais de um trilhão de reais na poupança e apenas 1 milhão de investidores de FIIs e 4 milhões na bolsa. É um mercado de oportunidades.”

Wicz pontuou que o trabalho nas redes sociais é de extrema importância, pois as pessoas ficaram muitos anos aplicando apenas na poupança ou no Tesouro Direto. “As pessoas chegam ao mundo dos investimentos sem conhecimento e sem a clareza do seu perfil de investidor.”

Oportunidades na bolsa

O trader Rafael Ferri começou sua palestra falando sobre o cenário econômico. “Em 90 dias, a pandemia deve estar controlado, no fim de agosto”, avaliou, projetando um crescimento do PIB em torno de 5% em 2021 e o Ibovespa entre 150 mil e 160 mil pontos.

Ferri destacou o setor bancário, apontando o BTG como uma oportunidade. “É o carro-chefe no setor bancário. Bancos como Itaú continuam a pagar bons dividendos, mas estão perdendo competitividade”, afirmou.

Além do BTG, Ferri comentou sobre as ações da Petrobrás, Via Varejo, Méliuz e Espaço Laser. “Via Varejo é PIB na veia. Jamais deveria estar cotada em R$ 12”, avaliou. Sobre Petrobras, o trader destacou que as ações estão sendo negociadas a quatro vezes o Ebitda, o que representa um desconto em sua avaliação.

Destaques no varejo

Nada melhor para saber sobre oportunidades na bolsa do que pelo setor de varejo, um dos mais prejudicados pela pandemia, mas que deve ganhar fôlego com a retomada.

Para a gestora de renda variável da EQI Asset, Aline Cardoso, o ano de 2021 será de transição, com uma retomada à normalidade em 2022.

“Sabemos do risco de uma nova cepa e terceira onda, que a vacinação está atrasada, em relação a outros países, mas, provavelmente, até o final do ano 85% da população aduta deverá estar vacinada”, avaliou.

Segundo ela, as empresas de varejo físico, com pouca participação no online, estão “extremamente baratas”.

“Temos meio que duas bolsas: uma das commodities, e dos players de ecommerce; e outra onde ficam as varejistas que ficaram de portas fechadas, que estão com valuation atraente”, comentou.

Já para Hans Melchers, diretor de Diretor de Planejamento e Relações com Investidores da Multiplan, as aprovações de projetos passaram por várias versões, em meio à pandemia, mas em nenhum deles foram descartados projetos de longo prazo.

“Projetos greenfield, de multiuso, de torres comerciais e de expansão não mudaram desde o começo”, afirmou.

Na mesma linha seguiu a Head de Relações com Investidores da Vivara, Melina Rodrigues: “Com os aprendizados do ano passado, decidimos não paralisar os projetos estruturais.”

A executiva da Vivara acrescentou que, do pipeline de projetos digitais, que seriam implementados de forma gradual, foram, agora, acelerados. “O desafio é levar o varejo digital para dentro das lojas”, reforçou.

Commodities metálicas

O segundo dia também trouxe um painel com perspectivas para empresas de commodities metálicas. Leonardo Correa, sócio e responsável pela análise de Commodities do BTG, reafirmou a estimativa positiva para o PIB. “Estamos em um cenário de estoques abaixo das médias históricas e economistas revisando o PIB para 4,5%. A demanda por aço pode ter uma elasticidade maior e crescer mais de 12%”, afirmou.

A onda verde também deve afetar o setor. “Vai ter uma demanda muito grande por cobre. Um mercado de 25 milhões de toneladas deve crescer para 26 milhões em dez anos., sendo 8 milhões da onda verde: energia eólica, solar e carros elétricos”, disse Bernardo Ferri, sócio e analista de Renda Variável da Helius Capital.

Leonardo Karam, gerente geral de relações com investidores da Usiminas, também participou do bate-papo com a visão da empresa neste cenário. “A Usiminas realmente está focada no mercado doméstico, suprindo clientes do mercado interno. Quem quer investir deve acompanhar bastante o cenário para o Brasil, pois o consumo de aço está ligado ao PIB”, resume Karam.

“Vemos uma Usiminas que historicamente foi negociada a 6 vezes Ebitda sendo negociada a 3 vezes o Ebitda”, analisa Correa ao destacar a companhia como uma oportunidade, além de Vale.

Money Week: outras atrações

Participaram do segundo dia de Money Week:

  • Pedro Moreira, assessor de investimentos da EQI, explicou os indicadores fundamentalistas e como analisar uma empresa;
  • Bettina Rudolph, sócia da Empiricus, debateu onde as mulheres investem;
  • O Fundo Garantidor de Créditos e seu funcionamento foram o tema da palestra de Daniel Lima,
    Diretor Executivo do FGC;
  • Thales Barboza, assessor de investimentos da EQI, explicou o que é a taxa básica de juros e por que ela afeta os investimentos;
  • Edgar Abreu, especialista em certificações financeiras, falou sobre a carreira no Mercado Financeiro;
  • Fabricio Tota, diretor de novos negócios da Mercado Bitcoin, finalizou o dia explicando como começar a investir em criptoativos.

Para ver todos esses conteúdos em detalhes é só acessar o link de acesso gratuito ao evento, clicando aqui!