Mobly (MBLY3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 23 milhões no 4TRI20

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A Mobly (MBLY3) reportou prejuízo líquido de R$ 23,6 milhões no quarto trimestre de 2020, revertendo o lucro de R$ 686 mil do mesmo período do ano anterior.

No acumulado anual, o prejuízo foi ampliado em 5,3%. Assim, passou de R$ 38,2 milhões em 2019 para R$ 40,2 milhões no ano passado.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Ebitda negativo no 4TRI20

O Ebitda ajustado da Mobly ficou negativo em R$ 6,4 milhões no 4TRI20, contra R$ 8,8 milhões negativo no 4TRI19. O indicador foi negativamente impactado por um efeito único de impostos de IPI (-R$ 6,9m) apesar de haver uma liminar válida – caso contrário o 4TRI20 também teria sido positivo.

Em 2020 o Ebitda ajustado foi de R$ 7,9 milhões, valor menor do que os R$ 7,0 milhões negativos de 2019. O Ebitda foi recorde para a empresa em 2020.

A margem Ebitda ajustada ficou em -3,5% no 4TRI20 e em 1,3% no ano de 2020.

Receita da Mobly cresce 43%

A receita operacional líquida da Mobly cresceu 43,4% no quarto trimestre de 2020.

Assim, passou de R$ 195 milhões para R$ 265 milhões.

Já no comparativo anual, a receita líquida subiu 57,6%. Passou de R$ 603 milhões (2019) para R$ 950 milhões (2020).

O resultado, segundo a empresa, foi devido ao aumento das vendas ocorrido a partir do segundo trimestre de 2020, acrescido com a elevação dos investimentos em marketing.

Em 2020, a Mobly atingiu um GMV de R$ 950,3 milhões (+ 57,6% vs 2019).

No final do ano, a empresa chegou a ter mais de 984,7 mil clientes ativos (+ 48,7% vs 2019).