Mitos sobre investimentos: você não pode pensar assim!

Isadora Giaretta Gonzaga
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/ Freepik

Por muitos anos, o brasileiro passou por uma série de crises financeiras que causaram desemprego, alta inflação e até o congelamento da poupança. Falar em dinheiro, para muitos, ainda causa receio e incômodo.

Neste solo fértil de inseguranças e desinformações, diversos mitos sobre investir foram criados. Essa falta de clareza sobre o mercado financeiro pode ser uma das explicações do porquê tão poucos brasileiros investem.

Hoje são 1,3 milhão de CPF’s registrados na Bolsa de Valores. O número vem crescendo: de janeiro a agosto, 550 mil novos cadastros foram feitos. Mas isso ainda representa menos de 0,5% da população.

Realize o teste e descubra investimentos perfeitos para seus objetivos

Para ajudar a desmistificar algumas ideias que existem sobre o mercado financeiro, destaquei algumas frases que são usadas por parte da população e são mitos:

 

“Para investir precisa de muito dinheiro”

Talvez esse seja o principal mito quando o assunto é investimento. Por muito tempo o mercado de investimentos não esteve próximo à grande parcela dos brasileiros, mas hoje há uma série de opções acessíveis para investir.

EQI, BTG Pactual Forpus Capital lançam novo fundo de ações

Com R$40,00 você pode começar a aplicar em títulos públicos, por exemplo. Os títulos são uma forma do investidor “emprestar” dinheiro para o governo. Essa opção de investimento é segura e tem algumas vantagens:

  • Rentabilidade superior à poupança;
  • Segurança do Governo Federal;
  • Alta liquidez, em uma emergência você pode sacar o valor investido de forma rápida;

Além dos títulos públicos, os fundos de investimentos são opções acessíveis. Nos fundos, o seu dinheiro e de outros investidores é administrado por um gestor que aplica em ações, imóveis, títulos públicos e privados, moedas, commodities e uma série de outros investimentos.

Muitos fundos não possuem exigência de investimento mínimo, mas isso depende de cada fundo. Com R$100 você encontra boas opções de FI no mercado financeiro.

Faça você mesmo o rebalanceamento de sua carteira de investimentos

 

“O investimento mais seguro é a poupança”

A poupança é a aplicação mais popular e possui como segurança o Fundo Garantidor de Crédito para aplicações que não ultrapassem o valor de R$250 mil por instituição financeira, mas não é só a poupança que possui essa garantia. Dizer que a poupança é a opção mais segura é mais um mito sobre investimentos.

No critério segurança, os investimentos mais seguros são os títulos públicos. Isso porque para você não receber o dinheiro aplicado é preciso que o país entre em um colapso financeiro, hipótese muito remota de acontecer.

Simule seus rendimentos de acordo com seu potencial de investimento.

Há outros investimentos tão seguros quanto a poupança como: Certificados de Depósitos Bancários e Letras de Câmbios. Ambos rendem mais que a popular caderneta de poupança. Mesmo assim, a poupança ainda é o investimento mais popular e possui um saldo total superior a R$ 800 bilhões.

 

“Imóveis são uma fonte de renda mais segura”

Investir em imóveis para aluguel envolve alguns riscos: custos com reformas e manutenção, desvalorização, falta de locatários e inadimplência. Além disso, vender um imóvel é uma tarefa que pode demorar meses.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Uma opção para quem quer investir em imóveis é o fundo imobiliário. Ao invés de ter um imóvel tradicional, o investidor possui parcelas de imóveis que podem ser edifícios, galpões ou condomínios empresariais, por exemplo.

Os Fundos Imobiliários são uma opção mais acessível – não é preciso a mesma quantia para comprar ou construir uma casa ou apartamento – e o investidor pode ter vários fundos e diminuir os riscos com a desvalorização, falta de locatários e inadimplência. E para venda é muito mais fácil vender parcelas de um imóvel que ele todo.

 

Baixe planilha que irá te ajudar a analisar Fundos Imobiliários.

“Com ações se ganha muito ou se perde tudo”

As ações de uma empresa podem sim se desvalorizar, mas isso não é sinônimo de perda total. Esse é mais um dos mitos sobre investimentos. Assim como uma empresa se desvaloriza, também pode acontecer uma valorização.

No mercado de ações o investidor fica mais exposto a riscos, mas há maneiras de diminuir essa exposição. Investir em empresas mais consolidadas e procurar setores que estejam em alta são algumas das estratégias.

 

“Meu dinheiro vai ficar preso”

O mercado financeiro possui diversas opções de investimentos de curto, médio e longo prazo. Além disso, a liquidez do investimento é que vai dizer qual a rapidez para sacar a aplicação.

Por isso, antes de aplicar seu dinheiro é preciso ter conhecimento sobre como funciona o investimento. Você deve aplicar sempre em opções com liquidez alta os valores que pode precisar usar para uma emergência.

Não deixe que esses mitos sobre investimentos impeçam você de começar a investir. O mercado financeiro é muito amplo e tem opções acessíveis e seguras.

 

LEIA MAIS

Melhor investimento: Onde investir em 2020

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos