Ministros do TSE pretendem tirar Lula das eleições antes do que ele espera

Hoje, a possível candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se resume em “indefinição jurídica”. E isso pode fazer com que o PT prolongue a história até às vésperas da eleição. Justamente o que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não quer.

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com
img-capa

Foto: img-capa

Os ministros do TSE já começaram a agir, buscando planos alternativos para evitar as bem prováveis manobras jurídicas do Partido dos Trabalhadores para manter a possibilidade da candidatura de Lula pelo máximo de tempo possível.

[box type=”note” align=”” class=”” width=””]Uma das alternativas cogitada pelos ministros é tomar uma decisão “de ofício”. Ou seja, eles agiriam sem aguardar a contestação da candidatura por um partido adversário pelo até mesmo pelo Ministério Público Federal.[/box]

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

A possibilidade levantada pelo TSE tem causado divisão entre as lideranças do PT. Alguns membros do partido defendem que é preciso persistir na candidatura de Lula. Já outros, mais contidos, acreditam que é hora de partir para o “Plano B” e formar aliança com Ciro Gomes (PDT), por exemplo.

Antes de seguir falando de política, uma pausa rápida para você descobrir o seu perfil de investidor.

[banner id=”teste-perfil”]

Números influenciam jogada política

Em todas as pesquisas de intenção de voto divulgadas até agora, Luiz Inácio Lula da Silva é líder, com uma média de 30%. Nas situações de segundo turno, Lula vence todos os adversários avaliados.

Tais números fazem com que o PT prossiga com a estratégia de manter a candidatura do ex-presidente o mais perto possível da data do primeiro turno. A meta é subir ainda mais nas pesquisas e transferir todos os votos conquistados por Lula para outro candidato do partido ou algum nome que a legenda venha a apoiar.

Resta saber se o PT terá forças para barrar os planos contra Lula que já estão sendo traçados pelos ministros do TSE.