Ministro do STJ determina liberação imediata de Ricardo Coutinho

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Agência Brasil

Napoleão Nunes Maia Filho, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou, no sábado (21), a soltura imediata de Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba.

Coutinho foi preso na última quinta-feira (19), durante uma sub-fase da Operação Calvário, chamada de Juízo Final.

O ex-governador da Paraíba é suspeito de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitações públicas, com desvios de até R$ 134,2 milhões em verbas de saúde.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

Segundo a Agência Brasil, o irmão de Coutinho, Coriolano Coutinho, acusado de ser o receptor das propinas e integrante da quadrilha que realizava os desvios, cumpre prisão preventiva desde sexta (20), sob ordem expedida pela juíza Laurita Vaz, do STJ.