Ministro do STF determina que fundo da Petrobras (PETR3 PETR4) vá para o combate ao coronavírus

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, neste domingo (22), que o fundo recuperado da Petrobras por meio da Lava Jato seja destinado para o combate ao coronavírus.

A determinação dará ao Ministério da Saúde um incremento de R$ 1,6 bilhão no orçamento. Moraes atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República e sua decisão contou com o apoio do Congresso e do Governo Federal.

A princípio, os fundos recuperados da Petrobras pela Lava Jato seriam utilizados nas áreas de Educação, Ciência e Tecnologia.

Em entrevista ao Conjur, Alexandre de Moraes explicou a importância de sua decisão no combate à pandemia da Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

“A gravidade da emergência causada pela pandemia da Covid-19 exige das autoridades brasileiras, em todos os níveis de governo, a efetivação concreta da proteção à saúde pública, com a adoção de todas as medidas possíveis para o apoio e manutenção das atividades do Sistema Único de Saúde”.

De acordo com Alexandre de Moraes, a iniciativa da Procuradoria-Geral da República e demais autoridades anuentes “está à altura do interesse de toda a sociedade na melhor estruturação e apoio ao Sistema Único de Saúde, que depende o bom estar da grande maioria dos brasileiros”.

Coronavírus: Bolsonaro pede fim das comparações entre Brasil e Itália

Governo cria “corrente virtual do bem” para combater coronavírus