Ministério da Saúde confirma segundo caso de coronavírus no Brasil

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor

Crédito: Reprodução / OMS

O Ministério da Saúde confirmou o segundo caso de coronavírus no Brasil. O paciente vive em São Paulo e adquiriu a doença em Milão, no Norte da Itália. Ele voltou ao Brasil na quinta-feira (27) da semana passada.

O paciente estava acompanhado da esposa, que não foi contaminada pelo Covid-19. O casal está em quarentena monitorada em casa na capital paulista.

“A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo notificou o Ministério da Saúde sobre mais um caso importado, confirmado, de coronavírus”, informou o Ministério. “Apesar da confirmação, não há mudança da situação nacional, pois não existem evidências de circulação sustentada do vírus em território brasileiro”.

Conheça planilha que irá te ajudar em análises para escolha do melhor Fundo Imobiliário em 2021

O ministério considerou como final o teste realizado pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), o exame específico para SARS-CoV2, conforme preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Foi orientado ao HIAE que encaminhe uma alíquota da amostra ao Instituto Adolfo Lutz para monitoramento genético do vírus.

Preocupação

O coordenador do comitê de contingenciamento em São Paulo contra o coronavírus, o médico David Uip, disse que o paciente usava máscara durante o voo e não teve contato com outros passageiros do avião.

O paciente chegou de Milão na última quinta-feira e começou a apresentar os sintomas um dia depois. Há informações de que ele foi trabalhar imediatamente após desembarcar em São Paulo.

Segundo o Ministério, as secretarias estadual e municipal de saúde, em conjunto com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já estão investigando pessoas que possam ter tido contato com o paciente durante o voo e em outros locais.

O Ministério da Saúde informa que o paciente é “homem, possui 32 anos, residente em São Paulo, e chegou à capital paulista, de voo procedente de Milão (Itália), na região da Lombardia (norte do país), onde começou a apresentar os sintomas. Durante o voo, usou máscara. No atendimento, foram relatados febre, tosse, dor de garganta, mialgia (dor muscular) e cefaleia (dor de cabeça). Recebeu a orientação de isolamento domiciliar, uma vez que o quadro clínico é leve e estável. O hospital adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas”.

Além dos dois casos confirmados, o Brasil investiga 207 casos suspeitos em 15 estados.

“A ação de descentralização da consolidação dos casos busca dar agilidade de resposta à doença”, afirmou o Ministério da Saúde à Agência Brasil, dizendo que vai considerar os dados enviados pelas secretarias estaduais de saúde.

Primeiro caso

O primeiro caso de Covid-19 registrado no Brasil aconteceu durante o Carnaval: um homem contaminado esteve na Itália e manifestou os sintomas dias depois de chegar ao Brasil. Ele cumpre quarentena em casa. Ninguém do seu convívio apresentou sintomas.

Na América Latina, com esse segundo caso brasileiro, já são sete infectados: quatro no México, um no Equador e dois no Brasil.

LEIA MAIS
EUA confirmam primeira morte em decorrência do novo coronavírus no país; América Latina tem cinco casos

Rio tem 17 casos suspeitos de coronavírus e secretário da Saúde defende álcool gel