Ministério da Economia lança portal de antecipação de recebíveis

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Unsplash

Antecipagov. Esse foi o nome dado ao portal que o Ministério da Economia lançará na próxima segunda-feira (17), destinado à antecipação de recebíveis.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

O canal será criado para as empresas que fornecem serviços e produtos para a União, em um mercado que movimenta aproximadamente R$ 48 bilhões anualmente.

A ideia do Antecipagov é que as empresas possam pedir adiantados até 70% de valores a receber pelos produtos ou serviços acertados.

A proposta partirá depois para as instituições financeiras, que apresentarão suas ofertas de prazos e taxas de juros.

Em entrevista para a Agência Reuters, um dos cofundadores da fintech Antecipa Fácil, Elber Fabrício Laranja, afirmou que a expectativa é de que o modelo apresente aos tomadores taxa de juro de 0,5% a 2% ao mês, dependendo de prazos e características dos contratos.

“Com as garantias próprias de um modelo como esse, deve ser uma grande reforço para empresas, especialmente as que estão com muita pressão de liquidez devido à crise”, assegurou o executivo.

Ministério da Economia mira em pequenas e médias empresas

De acordo com os números divulgados pelo Ministério da Economia, há aproximadamente R$ 56 bilhões em contratos ativos que podem servir de garantia para pedidos de antecipação pelo Antecipagov.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

Os principais alvos seriam as empresas de pequeno e médio portes, que têm encontrado maior dificuldade em meio à crise causada pela pandemia de coronavírus.

Segundo o governo, dos R$ 56 bi previstos, R$ 12 bilhões estão distribuídos entre seis mil empresas com capital social de até R$ 5 milhões.

Por conta disso, Fabrício Laranja, sócio da Antecipa Fácil, previu que o canal atenderá as empresas inclusas nos portes médio e pequeno.

“Esse vai ser um teste importante. Se o projeto der certo, outras esferas administrativas, como governos estaduais e municipais devem copiá-lo e estender essa opção de milhares de outras empresas.”

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir