Minerva (BEEF3) detalha operações para suprir suspensão de vendas de carne argentina

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Divulgação Minerva

A Minerva (BEEF3), empresa líder na exportação de carne bovina na América do Sul, informou hoje que a suspensão temporária, por 30 dias, das exportações de carne bovina na Argentina serão compensadas pelas operações da empresa nu Uruguai, Paraguai, Colômbia e no Brasil.

Nesta segunda, o governo do presidente Alberto Fernández anunciou a suspensão da exportação de carne bovina argentina pelo prazo de 30 dias para conter a escalada de preços do produto no país e segurar a pressão inflacionária.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

A Minerva diz que aguarda a publicação oficial com mais detalhamento quanto às medidas propostas pelas autoridades argentinas.

A companhia explica em comunicado: “A nossa operação na Argentina, por meio da subsidiária Athena Foods, contempla a exposição ao mercado internacional mediante a atividade de exportação, mas também uma sólida atuação no mercado doméstico com a atuação da Swift, uma das marcas mais conhecidas no país, que oferta diversos produtos processados como hambúrgueres, salsichas, patês, entre outros.”

O texto prossegue afirmando que a operação da companhia na Argentina representa aproximadamente 10% da receita consolidada da Minerva Foods.

Mesmo com a suspensão temporária das exportações na Argentina, a Minerva Foods sublinha que, com o suporte de sua diversificação geográfica no continente, seguirá atendendo aos clientes internacionais em operações no Uruguai, Paraguai, Brasil e Colômbia, de modo a atenuar o impacto da suspensão temporária.

“A Minerva Foods, por meio de sua plataforma operacional diversificada em toda a América do Sul, reforça o seu compromisso com o abastecimento do mercado global e a sua vocação na exportação de carne bovina”, complementa o comunicado.

GetNinjas (NINJ3): alterações acionárias relevantes

A GetNinjas (NINJ3) comunicou que fundos geridos pela Miles Capital chegaram à participação de 8,96% no capital social da plataforma digital. Esse número corresponde a 4,5 milhões de ações ordinárias.

A GetNinjas (NINJ3) também informou que a Tiger Global reduziu participação societária e Verde Asset Management aumentou a posição acionária.

A Tiger Global detinha 9.756.413 ações ordinárias, correspondentes a 28,6% das ações ordinárias da Get Ninjas. Após a Oferta, a Tiger Global passou a somar um total de 6.748.379 ações ordinárias — 13,4% do total da companhia.

Já os fundos de investimento geridos pela Verde elevaram sua participação, detendo 4.258.000 ações ordinárias e 1.405.622 contratos de opção de compra de ações da companhia, o que equivale a 11,28% do capital social.

Banco de Brasília (BSLI3): antecipa pagamento de JCP

O BRB, Banco de Brasília (BSLI3), aprovou a antecipação de JCP (Juros sobre Capital Próprio) no valor de R$ 44.551.623,91, correspondentes a 40% do lucro líquido, com posição acionária para o dia 1º de junho e pagamento para o dia 10 de junho.

 

 

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3