Mineração e siderurgia: preço do minério impulsiona resultados do 2TRI21

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O alto preço do minério de ferro, alavancou os resultados da mineração e siderurgia no segundo trimestre do ano (2TRI21). Tanto que os balanços robustos apresentados pela Vale (VALE3), pela Companhia Siderúrgica Nacional  – CSN (CSNA3) e pela CSN Mineração (CMIN3).

Prova disso, é o resultado da Vale (VALE3). O lucro foi de R$ 40,09 bilhões. Este é considerado o maior lucro da história das empresas de capital aberto brasileiras para o trimestre, revela pesquisa feita pela Economatica.

Para o BTG Pactual (BPAC11), o resultado para a CSN, por exemplo, foi tão positivo que o processo de desalavancagem da companhia está completo. Agora, a companhia pode prosseguir em alternativas de crescimento mais agressivas.

Já a CMIN3 relatou resultados amplamente alinhados. Reportou ebitda de R$ 5 bilhões, ficando 2% acima da projeção do BTG. Com isso, a companhia podendo anunciar o pagamento de aproximadamente R $ 2 bilhões em dividendos, totalizando um rendimento trimestral de 3,5%. O banco de investimentos classificou a CSNA3 e CMIN3 com recomendação para compra.

Relatório da Eleven aponta que os preços das matérias-primas foram determinantes. De acordo com a empresa, o esperado é que os resultados continuem robustos. Isto porque os esforços das China em controlar os preços, não parecem estar produzindo resultados, aponta o documento.

“A demanda interna continua apresentando boas perspectivas, com as
siderúrgicas tendo pedidos tomados até o fim do ano em algumas linhas e em outras com ordens já para 2022”, diz trecho do relatório.

Mineração e siderurgia: demanda robusta e preços elevados ajudam nos lucros

Relatório do Banco Inter (BIDI11) aponta que não apenas o alto preço do minério. Mas conjugada com a demanda elevada, são uma combinação quase perfeita para ampliar os resultados.

Isto porque o cenário internacional favorável para uma recuperação global e uma oferta ainda limitada por grandes players, ajudam a encarecer a matéria-prima.

Para a CMIN3, a receita líquida somou R$ 7,345 bilhões. Esse resultado é 34% maior do que o trimestre anterior.

CSN: vendas de aço avançam; cimento também é impactado positivamente

Para a CSN, o resultado do segundo trimestre também foi positivo para o segmento de cimentos. Com relação às vendas de aço, estas avançaram 28%, de 1,2 milhão de toneladas para 1,28 milhão.

Para o mercado interno, foi destinada uma fatia de 896 mil toneladas. As vendas de minério de ferro cresceram 18%, chegando a 9,1 milhões de toneladas, com apenas 1,17 milhão ficando no mercado interno.

Com esse cenário, a companhia registrou um lucro líquido de R$ 5,5 bilhões no segundo trimestre de 2021, crescendo 1.136% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando esse número foi de R$ 446 milhões.