Mills (MILS3) estuda emitir até R$ 84 mi em debêntures; CVM cancela registros

Giovanna Castro
Jornalista formada pela UNESP.
1

Crédito: Divulgação/ Mills

A Mills Estruturas e Serviços de Engenharia (MILS3) comunicou ao mercado nesta quinta-feira (10) que está em processo de emissão de debêntures simples de até R$ 84 milhões.

Esses debêntures terão garantia real e não serão conversíveis em ações. O prazo para distribuição pública é de 49 meses, com amortização trimestral de principal a partir do sétimo mês.

As debêntures serão emitidas em série única e remuneradas por um percentual a ser definido de acordo com o procedimento de book building, informou a Mills.

Monitore completamente sua Carteira

O valor será remunarado à taxa CDI + 4,25% ao ano (a.a.), com uma remuneração inicial adicional equivalente a 1,0% do valor subscrito e integralizado.

Os recursos serão destinados principalmente à “recomposição e reforço de caixa da companhia”, disse o comunicado.

O objetivo é recuperar o caixa da empresa que, em agosto, foi reduzido em R$ 60 milhões pelo pagamento da última parcela da segunda Emissão de Debêntures da Mills, cuja taxa era IPCA + 7% a.a.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

CVM cancela registro de Invitel Legacy e Zain Participações

A Comissão de Valores Monetários (CVM) anunciou o cancelamento do registro das companhias abertas Invitel Legacy e Zain Participações.

A informação foi dada pelas companhias em assembleia geral de acionistas. Ambas estavam em liquidação.

A área técnica da CVM destaca que o cancelamento não exime as companhias, seus controladores e administradores da responsabilidade decorrente das eventuais infrações cometidas anteriormente.

Aumente seus ganhos. Consulte nossa Planilha de Monitoramento de Carteira