Migração para o E-social é adiada novamente e só deve terminar em 2023

Suelen de Paula
Jornalista e escritora. Apaixonada por livros, filmes, cultura, e, surpreendemente, maravilhada pelo mundo do agronegócio também.
1

Crédito: Reprodução/E-social

A Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia parece estar tendo problemas para cumprir cronograma de datas de migração para o Sistema informatizado de prestação de informações de empresas e trabalhadores, o E-social. O calendário de datas foi adiado novamente no fim do ano passado, e, com isso, deve ser finalizado somente em 2023.

Novas datas para migração do E-social

Para as grandes empresas, que faturam R$ 78 milhões por ano, o prazo de migração para o E-social vai até dia 8 de setembro desse ano. Já as médias empresas, as que faturam até R$ 78 milhões, o prazo vai até 8 de janeiro de 2021.

Os pequenos empregadores também devem se adequar à migração para o E-social. Nesse caso, para os empregadores com CNPJ com final de 0 a 3 possuem até o dia 8 de outubro de 2020 para a regulamentação. As empresas com CNPJ final 8 ou 9 até o dia 9 de novembro.

Penalizações

A não adequação ao sistema nos prazos que deverão ser estipulados, poderá acarretar em punições previstas pela legislação. Além disso, o descumprimento da regra pode prejudicas trabalhadores. Afinal, os mesmos terão dificuldades para receber seus benefícios sociais e trabalhistas.

 


Aproveite o atual cenário econômico do Brasil e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Deixe seus dados abaixo e conte com a nossa equipe para lhe ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374