Microsoft (MSFT34) registra alta de 17% no faturamento, com vendas de US$ 43,1 bilhões

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Flickr

A Microsoft (MSFT34) divulgou nesta terça-feira (26) que teve alta de 17% no faturamento, com vendas de US$ 43,1 bilhões no 4TRI20. O valor é um novo recorde para a empresa de softwares.

Os dados divulgados nesta terça superaram as expectativas de analistas. A previsão inicial era de vendas de US$ 40 bilhões.

O lucro líquido da Microsoft no período foi de US$ 15,5 bilhões. Ou seja, aumento de 33%.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

O lucro por ação (LPA) da Microsoft foi de US$ 2,03. Ou seja, resultado que também superou as previsões dos analistas que apontavam LPA de US$ 1,64.

A receita operacional da empresa foi de US$ 17,9 bilhões, aumento de 29%.

Após a publicação do balanço, as ações da Microsoft subiram 5,12% no dia, negociadas a U$ 244,38.

“O que testemunhamos no ano passado foi o início de uma segunda onda de transformação digital que varreu todas as empresas e todos os setores”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft. “Construir sua própria capacidade digital é a nova moeda que impulsiona a resiliência e o crescimento de todas as organizações. A empresa está impulsionando essa mudança com a maior e mais abrangente plataforma de nuvem do mundo”, destacou ela.

Por fim, a Microsoft informa que retornou US$ 10 bilhões aos acionistas na forma de recompra de ações e dividendos no segundo trimestre do ano fiscal de 2021. Ou seja, aumento de 18% em comparação com o segundo trimestre do ano fiscal de 2020.