Microsoft e Telefónica anunciam parceria de serviços de nuvem e transformação digital

Sabrina Oliveira
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O grupo espanhol Telefónica, anunciou nesta semana uma parceria estratégica com a Microsoft, onde as duas empresas desenvolverão planos conjuntos de entrada no mercado em todos os países onde a Telefónica opera e é uma parceria ampla para venda conjunta,

O desenvolvimento de planos para venda conjunta de produtos é apenas uma parte. Na Espanha, por exemplo, a Microsoft irá montar um novo data center em função do acordo. A nova unidade mira atender clientes empresariais e governos em fase de adoção de soluções de transformação digital.

A Microsoft também passará a recomendar o uso de infraestruturas de telecomunicações da Telefónica no mundo, já que tem uma presença significativa em 13 países da Europa  e América Latina, enquanto o grupo espanhol passa a usar a nuvem da Microsoft internamente, na digitalização de processos. “Centenas” de funcionários da tele também receberão treinamento em nuvem dado pela norte-americana.

A Microsoft disse que abrirá uma região de datacenter em nuvem do Azure na Espanha e usará a infraestrutura da empresa espanhola de telecomunicações Telefonica SA como parte da parceria estratégica global das duas empresas. Os serviços em nuvem da Microsoft que serão entregues a partir da nova região de data center na Espanha incluem Microsoft Azure, Microsoft 365, Microsoft Dynamics 365 e Microsoft Power Platform.

Sobre a parceria, ambas empresas disseram ter identificado a oportunidade de colaborar para atender às necessidades de organizações em setores críticos como governo, saúde, educação, viagens, manufatura, varejo, finanças e seguros.

Segundo José María Álvarez-Pallete, CEO da Telefónica, os produtos desenvolvidos em conjunto vão atender empresas de todos os portes, assim como órgãos de governo de qualquer tipo. Alguns serão feitos graças a novas abordagens, possíveis com a chegada da 5G e sua baixa latência, e em indústria 4.0.

A plataforma de nuvem do Azure da Microsoft está apenas atrás do Amazon Web Services, que é o principal provedor de nuvem pública. A Microsoft possui 56 regiões de data center em todo o mundo.

Ao relatar seus resultados financeiros do segundo trimestre em janeiro, a Microsoft disse que as receitas do segmento de Nuvem Inteligente, que incluem os serviços de computação sob demanda do Azure, aumentaram 27%, para US$ 11,9 bilhões. As receitas do Azure aumentaram 62%.

 

 

*As informações são da nasdaq