Mesmo com alta na CSLL, Inter (BIDI11) reitera compra de Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4)

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

Mesmo com a decisão do presidente Jair Bolsonaro de elevar a CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Liquido) de instituições financeiras, o Banco Inter (BID11) publicou análise nesta terça-feira recomendando a compra de Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4).

Para Santander (SANB11) e Banco do Brasil (BBAS3) a recomendação é neutra.

Na segunda-feira, as ações foram impactas pela medida. Mas nesta terça-feira, os papéis das quatro instituições apresentou alta. Às 17h desta terça-feira Banco do Brasil subia 5,24%; Santander crescia +3,92%; Itaú, +5,25%; e Bradesco, +4,35.

O aumento de cerca de 5% na CSLL traz impactos moderados nos lucros das instituições financeiras e apenas no curto prazo, diz análise do Banco Inter.

“O problema maior é o aumento dos riscos de interferência política no setor, vide as recorrentes imposições de teto sobre taxas de juros em linhas de crédito, como no cheque especial no início de 2020 e, mais recentemente, a tentativa de impor novo teto em linhas como rotativo no cartão de crédito”, afirmam os analistas.

A sinalização é também negativa, diz o Banco Inter, no sentido de que disputas setoriais por desonerações continuam prevalecendo em detrimento do avanço de reformas mais estruturantes.

Duração é de 6 meses

A MP precisa de aprovação do Congresso e prevê duração de apenas 6 meses, valendo a partir de Jul/21 e encerrando em dezembro deste ano.

“Mesmo se considerarmos o aumento da CSLL para longo prazo, não vemos maiores impactos em termos de valuation para os bancos. Ainda, desde o início da pandemia em 2020, quando o Congresso sinalizou um possível aumento na CSLL em 5%, já vimos embutindo riscos de aumento nos impostos sobre o valuation das instituições financeiras, que ainda assim encontram-se descontados, com boa oportunidade de entrada”, diz o Banco Inter.

A recomendação é de compra para Itaú até R$ 33,50 e para Bradesco até R$ 34.

O preço-alvo de Santander é R$ 47 e de Banco do Brasil de R$ 40.