Ibovespa futuro abre em alta, em linha com exterior

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/iStock Photos

O Ibovespa futuro abriu em alta de 2,23%, aos 78.350 pontos, nesta segunda-feira (27), em sintonia com os futuros de Nova York, que mostram menor aversão ao risco.

Destaque para as ADRs da Embraer no pré-mercado americano, que tinham recuo de mais de 10%, após a Boeing anunciar a desistência da compra da companhia no fim de semana. A empresa brasileira estuda recorrer à Justiça em busca de ressarcimento.

O Banco Central divulgou há pouco o Boletim Focus com as previsões para os principais indicadores econômicos brasileiros. Mais uma vez, o mercado reduziu sua estimativa para o PIB de 2020, de -2,96% na semana passada para -3,34% agora. A projeção para a taxa Selic foi mantida em 3%; para o IPCA caiu de 2,23% para 2,20% e o dólar continua em R$ 4,80.

Já os mercados mundiais acompanham o noticiário sobre as reaberturas de cidades nos Estados Unidos e na Europa após os bloqueios e medidas de isolamento social adotados para conter a proliferação do coronavírus. Às 9h10, as principais bolsas operavam em alta.

Reabertura de Nova York

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou no domingo (26) que abrirá o estado por fases. Na primeira, serão retomadas a construção e as indústrias. Na segunda, as demais empresas e o comércio, que precisarão adotar práticas de distanciamento social e uso de equipamentos de proteção individual.

Segundo o governador, as hospitalizações relacionadas ao coronavírus vêm caindo por 14 dias e as mortes atingiram uma baixa de quase um mês.

Os investidores acompanham também a Geórgia, outro estado que iniciou a reabertura.

“À medida que vários estados começam a reabrir suas economias e relaxar as regras de distanciamento social, teremos um vislumbre de como é o novo normal”, disse Marc Chaikin, CEO da Chaikin Analytics, para a CNBC.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

“O maior risco para o mercado de ações é uma reabertura prematura, que resulte em mais casos de Covid-19 e uma reversão abrupta desses esforços para despertar a economia”, complementou.

O Federal Reserve (Fed) tem uma reunião de dois dias a partir de terça-feira, quando podem anunciadas novas medidas de estímulo à economia.

  • S&P: +0,96%
  • Nasdaq: +1,29%
  • Dow Jones: +0,96%

Remdesivir

Os mercados de Nova York também seguem atentos a qualquer avanço nos estudos com o medicamento Remdesivir.

O antiviral virou a grande esperança de Wall Street no combate ao coronavírus. Isto mesmo após um estudo chinês apontar insucesso em seu uso. A fabricante, no entanto, alega que o estudo em questão foi inconclusivo e, por isso, não deve ser considerado.

Petróleo

Os contratos futuros do oeste do Texas (WTI) continuam a cair, devido à baixa demanda. Na semana passada, chegaram a registrar preços negativos.

  • WTI (junho 2020): US$ 13,12 (-22,55%)
  • Brent (julho 2020): US$ 23,38 (-5,76%)

Europa

No continente europeu, atenções às reaberturas e às reuniões dos bancos centrais. O Banco Central Europeu (BCE) tem reunião na quinta, com o anúncio de possíveis novas medidas de política monetária.

Também seguem os anúncios dos balanços do primeiro trimestre das empresas. O Deutsche Bank deve reportar lucro líquido de 66 milhões de euros (71,56 milhões de dólares). As ações do banco já sobem mais de 10%.

A Adidas anunciou que suas vendas caíram 19% no primeiro trimestre e devem cair ainda mais no segundo: 40%. Ainda assim, as ações avançaram 3,5% hoje.

  • DAX, Alemanha: +2,63%
  • FTSE, Inglaterra: +1,64%
  • CAC, França: +1,97%
  •  FTSE MIB, Itália: +2,63%
  • Stoxx 50: +2,31%

Ásia (fechamento)

Mercados asiáticos também iniciaram a semana com alta generalizada. O Banco do Japão anunciou uma série de medidas para combater o impacto do coronavírus na economia. Ele aumentará as compras de títulos corporativos e do governo.

  • Nikkei, Japão: +2,71%
  • Xangai, China: +0,25%
  • HSI, Hong Kong: +1,88%
  • ASX 20, Austrália: +1,50%
  • Kospi, Coreia: +1,79%