Ibovespa futuro abre em baixa, com “debandada” na Economia

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Flickr

O Ibovespa futuro abriu em baixa de 1,07%, aos 102.155 pontos nesta quarta-feira (12). Ontem a bolsa fechou com baixa de 1,23%. A alta de hoje vem em linha com os mercados do exterior.

No Brasil, repercutem as duas novas baixas no Ministério da Economia. O secretário especial de Desestatização, Salim Matar, e o secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, pediram demissão na noite de terça-feira (11).

Segundo o ministro Paulo Guedes, os motivos seriam, respectivamente, insatisfação com o ritmo das privatizações de estatais e a falta de andamento da reforma administrativa.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

“Se me perguntarem se houve uma debandada hoje, houve”, disse Guedes a jornalistas.

Com as novas saídas, já são sete nomes a menos na pasta. Anteriormente, se desligaram do Ministério Marcos Cintra (ex-secretário da Receita Federal), Caio Megale (ex-diretor de programas da Secretaria Especial de Fazenda), Mansueto Almeida (ex-secretário do Tesouro Nacional), Rubem Novaes (ex-presidente do Banco do Brasil), e Joaquim Levy (ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, BNDES).

Indicadores e balanços

O dia tem também mais de 25 balanços previstos no Brasil. A agenda inclui os resultados do segundo trimestre de Via Varejo (VVAR3), BRF (BRFS3), Movida (MOVI3), Marfrig (MRFG3), MRV (MRVE3) e Eletrobras (ELET3).

O IBGE revelou que o comércio varejista cresceu 8% em junho, ante 14,4% de maio. A projeção do mercado era por leitura menor, de 5,4%.

Exterior

Nos Estados Unidos, repercute a escolha da senadora Kamala Harris como vice na chapa de Joe Biden à presidência. Ela tem laços com a comunidade afro-americana e fama de progressista.

Na Europa, foi publicado um tombo sem precedentes no Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido. No segundo trimestre, o PIB encolheu 20,4%.

A produção industrial cresceu 9,1% na zona do euro em junho. Apesar do avanço, ele ficou abaixo da expectativa de 10% do mercado. A leitura do mês anterior havia sido 12,3%.

O mundo acompanha ainda, com ceticismo, os desdobramentos das discussões científicas quanto à eficácia da vacina russa contra a Covid-19.

Veja as cotações às 8h58:

Mercados Nova York

  • S&P: +0,67%
  • Nasdaq: +0,88%
  • Dow Jones: +0,85%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: +0,01%
  • FTSE, Reino Unido: +1,22%
  • CAC, França: +0,40%
  • FTSE MIB, Itália: +0,79%
  • Stoxx 600: +0,38%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: +0,41%
  • Xangai, China: -0,63%
  • HSI, Hong Kong: +1,42%
  • ASX 200, Austrália: -0,11%
  • Kospi, Coreia: +0,57%

Petróleo

  • WTI (setembro 2020): US$ 42,17 (+1,32%)
  • Brent (setembro 2020): US$ 45,06 (+1,26%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian, China: US$ 119,8 (-0,89%)

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos