Futuros do Ibovespa e NY operam em queda após balanços

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pexels

O Ibovespa futuro abriu em queda de 2,84%, aos 77.920 pontos, nessa quarta-feira (15), em linha com as perdas nos mercados internacionais.

Entre os investidores, as preocupações recaem sobre o aumento das provisões para perdas que os bancos americanos vem anunciando em seus balanços.

O Citigroup registrou uma queda acentuada em seu lucro no primeiro trimestre, após uma constituição de reservas de crédito de US$ 4,9 bilhões.

Dessa forma, o Citi viu seu lucro recuar 46%, para US$ 2,52 bilhões; com um lucro por ação de US$ 1,05 ante US$ 1,87 de um ano antes.

Já o Goldman Sachs registrou perdas de 46% no seu lucro. Além disso, o banco teve um faturamento de US$ 3,11 por ação, abaixo da estimativa de US$ 3,35 dos analistas consultados pelo Refinitiv, segundo a CNBC.

Por fim, o Bank of America teve uma queda de 45% no seu lucro, enquanto se preparada para grandes perdas com empréstimos. O lucro foi de US$ 0,40 por ação, ante US$ 0,46 das estimativas.

Nova York futuros

  • S&P: -2,30%
  • Nasdaq: -1,61%
  • Dow Jones: -2,07%

Europa

Na Europa, bolsas em queda e atenções voltadas à reabertura de alguns países. A Espanha retomou ontem a construção civil e as atividades nas fábricas. Na Itália, o comércio foi reaberto em algumas cidades. Entretanto, as bolsas operam em queda.

  • DAX, Alemanha: -2,91%
  • FTSE, Inglaterra: -2,71%
  • CAC, França: -2,66%
  • FTSE MIB, Itália: -2,98%
  • Stoxx 600: -2,45%

Ásia (fechamento)

Na Ásia, os mercados também fecharam em queda. Hoje, o Banco Popular da China reduziu de 3,15% para 2,95% a taxa de empréstimo de médio prazo (1 ano). E também injetou 100 bilhões de yuan (US$ 14,19 bilhões) em liquidez através de operações de crédito de médio prazo. As ações são respostas das autoridades às dificuldades financeiras decorrentes da pandemia.

A bolsa da Coreia do Sul não funcionou, por conta das eleições parlamentares.

  • Nikkei, Japão: -0,45%
  • Xangai, China: -0,57%
  • HSI, Hong Kong: -1,19%
  • ASX 200, Austrália: -0,39%

Petróleo

  • Brent: US$ 28,42 (-3,99%)
  • WTI: US$ 19,71 (-1,94%)