Mercado reage positivamente após anúncio de trégua na guerra comercial entre China e Estados Unidos

Késia Rodrigues
Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por tecnologia, investimentos e viagens.

Crédito: Crédito da imagem: Andriano_cz/Thinkstock

Após o anúncio de uma trégua na guerra comercial travada entre os Estados Unidos e a China, o mercado financeiro internacional apresentou uma reação bastante positiva, inclusive no Brasil.

Ainda não é possível dizer o que acontecerá nos próximos dias, contudo, especialistas apostam em uma melhora, pois, a esperança de que haja paz no comércio internacional já fez com que muitos investidores adquirissem novas ações. Houve uma subida em massa dos índices mais importantes da Ásia, Estados Unidos e Europa. Já no Brasil, a Bovespa registrou um recorde de pontos e o dólar apresentou queda em seu fechamento.

Crédito da imagem: Reprodução/Internet

O presidente norte-americano Donald Trump e o presidente chinês Xi Jinping acabaram entrando em um acordo e selaram a trégua na guerra comercial que ocorria entre os dois países.

Vista como uma das principais ameaças ao cenário econômico mundial, a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos ainda não acabou. Por um lado, o governo norte-americano aumenta as taxas de importação dos produtos chineses, deixando-os mais caros no país, por outro, o governo chinês adota medidas semelhantes para encarecer os produtos norte-americanos. A decisão tomada pelos dois governantes, por enquanto, é de apenas não aumentar o “arsenal” dessa guerra.

[box type=”info” align=”” class=”” width=””]A sobretaxa cobrada pelos EUA sobre os produtos chineses já chega a US$ 250 bilhões e o governo norte-americano pretendia aumentar ainda mais uma parte dessas tarifas no próximo mês. Trump também havia ameaçado ampliar a cobrança de tarifas a todos os produtos oriundos da China que viessem a entrar nos EUA.[/box]

O acordo de trégua prevê que, nos próximos 90 dias, o governo norte-americano não anunciará novas taxações contra os produtos chineses, além disso, os chineses se comprometeram a adquirir mais produtos dos Estados Unidos. Trump emitiu uma nota em que disse que a China concordou em diminuir e remover as altas tarifas que incidem sobre os carros produzidos nos Estados Unidos e que são exportados para o país asiático. Atualmente, essa tarifa gira em torno de 40%.

Uma pausa para o teste de perfil…

Descubra agora se você é um investidor conservador, moderado ou agressivo.

[banner id=”teste-perfil”]

Crédito da imagem: Andriano_cz/Thinkstock

Já a China não confirmou ainda essa possibilidade de reduzir as tarifas que incidem sobre os carros e que irá comprar mais produtos dos Estados Unidos. De acordo com o relato do porta-voz do ministério das relações exteriores do país asiático, o que ficou acordado entre os dois governantes foi apenas a não imposição de novas tarifas e a tentativa de fazer com que a relação comercial entre os dois países volte a ser como era antes.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

De acordo com economista do Nomura Bank, João Pedro Ribeiro, essa não é uma solução definitiva para a guerra comercial. Apesar do acordo, muitas dúvidas ainda pairam sobre a relação entre os dois países ao longo de 2019, contudo, se considerado o curto prazo, a medida já é considerada como algo positivo. Ribeiro também torce para que os dois governos se entendam.

Uma outra notícia também tomou conta do radar do mercado financeiro recentemente: trata-se da saída do Qatar da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). O governo do país pretende se dedicar ao aumento da produção de gás natural, contudo, a sua saída é vista como um sinal de um possível conflito com a Arábia Saudita e outros países do Oriente Médio por conta das relações existentes entre o Qatar e o Irã.

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.