Mercado financeiro se reorganiza para evitar a proliferação do coronavírus

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A proliferação do coronavírus levou diversas empresas de diferentes setores a se adaptar ao home office. As medidas foram reforçadas após o número de infectados no país terem ganhado mais força. Gestoras e corretoras do mercado financeiro também estão reforçando suas medidas, para evitar o contágio do Covid-19. Mas, grande parte dessas companhias utiliza ferramentas complexas, para poder operar e analisar dados. Migrar para o home office não foi uma tarefa tão simples, de acordo com informações da revista Exame.

Coronavírus e as empresas

Algumas das maiores corretoras do Brasil adotaram o regime em home office, como a BTG Pactual, XP Investimento, Guide e Terra investimentos. Na plataforma da RB Capital, da empresa RB Investimentos os 126 trabalhadores estão atuando em suas casas. Para isso ocorrer, a empresa montou cinco mesas de operações. Sendo que três destinadas a renda variável e as outras duas para renda fixa. A mudança levou em torno de 48 horas.

Alberto Cavalcanti, CEO da RB Investimento explicou como foi o processo: “Como usamos terminais de notícias e programas para operações, o nosso TI teve que ir até a casa dos colaboradores para fazer toda a instalação. Foi uma operação de guerra mesmo”.  Foram necessários alugar 35 notebooks, para os trabalhadores que não possuíam computador em casa, segundo Cavalcanti.

Na companhia Terra Investimentos, os funcionários foram liberados gradativamente para trabalhar também em home office devido ao coronavírus. As empresas têm driblado as dificuldades com a realização de videoconferência e uma boa comunicação entre funcionários.

Com mais de 25 anos atuando no mercado financeiro, o CEO da RB Investimento, Cavalcanti comenta que não se recorda de passar por um processo parecido: “Já vi muitas crises, mas não com a mesma magnitude e intensidade.”

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Segundo Cavalcanti, o lado bom é a ajuda da tecnologia: “A gente conseguiu implementar um sistema corporativo de home office com bastante facilidade. Isso é algo que talvez não fosse possível em 2008.”


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374