Mercado em baixa é oportunidade de investimento, diz Marks

Osni Alves
Jornalista (2007); Especializado em Comunicação Corporativa e RP (INPG, 2011); Extensão em Economia (UFRJ, 2013); Passou por redações de SC, RJ e BH (oalvesj@gmail.com).
1

Crédito: Mercado em baixa é oportunidade de investimento, diz Howard Stanley Marks

Co-fundador da Oaktree Capital Management, Howard Stanley Marks, 73, é uma sumidade quando o assunto é mercado financeiro. Não à toa, ele ocupa o 370º lugar no ranking Forbes dos americanos mais ricos, com fortuna estimada em 2,2 bilhões de dólares.

À XP Investimentos, ele deu uma dica valiosa: “quanto mais os preços dos ativos caem, mais nós compramos.” A fala do especialista tem a ver com o momento pelo qual o mundo passa, cujo cenário de pandemia, lockdown e incertezas permeiam o mercado de ações.

Segundo ele, a desaceleração mundial vista hoje é sem precedentes. Significa dizer que neste século não há qualquer pessoa que tenha vivenciado os efeitos de um vírus que se propaga tão rápido e afeta a saúde, a economia e a vida.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Marks conversou com especialistas da XP Investimentos por videoconferência. O bate papo está abaixo:

Adversidade X Oportunidade

Experiente, visionário e atento a tudo o que acontece, ele sabe que a adversidade de hoje é a oportunidade de amanhã. “O ‘big money’ e o ‘easy money’ em investimentos são gerados através das coisas que outras pessoas não querem ou têm medo de fazer. Geralmente isso inclui investir em período de tensão nos mercados”, explicou.

E disse mais: “o segredo para o sucesso no investimento de longo prazo não é acertar ocasionalmente, é muito mais se defender no longo prazo e tomar risco sabiamente.”

Isso porque “quando o acidente acontece, já é tarde demais para se tornar um motorista prudente”, filosofou, acrescentando que nenhum modelo poderia prever uma crise como essa, e que os bons investidores devem proteger suas posições.

oaktree-co-founder-howard-marks

Setores mais interessantes

De acordo com Marks, os setores com melhor oportunidade em crises são, geralmente, os que mais caem.

Nessa fórmula, atualmente, está o segmento de petróleo, cujos preços caíram tanto por conta da pandemia quanto por uma desavença comercial entre Arábia Saudita e Rússia.

“Não sabemos o cenário futuro para o setor de petróleo, mas os preços estão realmente baixos”, disse.

E projetou: “em 2021 a economia vai recuperar e o PIB dos EUA vai superar 2019. Bem, em algum momento vai voltar, isso não muda”, frisou.

Conforme ele, não se trata dos setores que estão bem, mas dos que estarão bem à frente. Significa dizer que a retomada é tão importante quanto a manutenção de ativos.

Para Marks, é preciso ter apetite por riscos, e não aversão. “As pessoas dizem que vão evitar riscos no futuro. É o que acontece naturalmente quando se perde dinheiro numa crise. Mas, quem ficou [no mercado] acaba ganhando com a retomada.”

Livros

2011: The Most Important Thing: Uncommon Sense for the Thoughtful Investor;

2012: The Most Important Thing Illuminated: Uncommon Sense for the Thoughtful Investor;

2018: Mastering the Market Cycle: Getting the Odds on Your Side.