Melhor investimento: Onde investir em 2020

Elias Wiggers
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Infomoney - Shutterstock

Você já vai descobrir quais são as melhores opções e os Melhores Investimentos de 2020. Antes, vou contextualizar a situação econômica brasileira pra ficar claro das oportunidades e por que esses investimentos devem ser os melhores para este ano.

Nunca antes na história…

No famoso romance de Ernest Hemmingway, ‘O Sol Também Se Levanta’, de 1926, há o seguinte diálogo entre dois personagens:

“Como você faliu?”, perguntou Bill.

“De duas maneiras”, respondeu Mike. “Primeiro aos poucos, e depois de repente”.

Este trecho é uma boa descrição de como o futuro aparece. E também de como muita gente ignora os sinais e sutilezas do tempo. Bem como costuma achar que as coisas chegam ou mudam de uma hora para outra.

Em suma, tem sido assim com o mercado de investimentos no Brasil. Particularmente depois de 2016, e que se acentuou em 2019 com as reformas apresentadas pelo novo governo. Enfim com medidas que buscam sobretudo o controle dos gastos públicos e pregam a austeridade fiscal do país.

O resultado mais imediato disso é que estamos terminando 2019 com a menor taxa de juros básicos desde o início da série histórica. E a Selic provavelmente vai cair mais ainda no curto prazo.

Veja abaixo o desenvolvimento da Taxa Selic ao longo dos anos

Selic série histórica gráfico

Gráfico – Série Histórica Selic

Este e outros fatores, como a tecnologia, estão levando o mercado financeiro brasileiro a passar por uma transformação jamais vista. Porém não se engane: algumas diferenças já podiam ser notadas antes mesmo desse governo tomar posse.

O Brasil caminhava a passos largos para o abismo fiscal. Um país que gasta mais do que arrecada, acaba sem conseguir pagar suas contas. Desse modo, aumenta a incerteza nos investimentos de longo prazo. E faz o governo aumentar o prêmio de risco para atrair o capital. O que simultaneamente se traduz em aumento das taxas de juros. Que traz consigo o aumento da dívida pública e a inflação.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Sabia-se (ou esperava-se…) que qualquer governo eleito em meio à maior crise econômica da história – independente de orientações ideológicas – teria que tomar medidas para conter essa espiral negativa. O que ninguém sabia ainda era qual seria a velocidade imprimida. Fosse na apresentação, aprovação e na implementação das reformas, tão necessárias.

Até aqui, os resultados gerais projetados têm agradado ao mercado. A aprovação da Reforma da Previdência trouxe o fôlego que o país precisava. Abriu espaço para a equipe econômica seguir fazendo seu trabalho no corte de gastos públicos. Além disso restaurou a confiança do mercado, o que levou a cortes expressivos nas taxas de juros por parte do Banco Central.

Um novo patamar para a SELIC

Com uma Selic mais baixa desde 2018, as melhores opções de investimento eram justamente aquelas que mais tendiam a se beneficiar deste modelo reformista. E o atual cenário apenas reforça isso.

Uma expansão de crédito responsável aliada a uma inflação sob controle, potencializa o financiamento das atividades produtivas, bem como o consumo das famílias. E essa espiral é positiva!

E os juros baixos não devem de modo algum desestimular os investimentos. Porque em síntese essa realidade tem muito mais benefícios no longo prazo, ao passo que trará mais dinamismo e segurança ao mercado. Entretanto, é preciso entender que será necessário sofisticar um pouco mais a composição do seu portifólio.

O Brasil está se tornando normal! Felizes os investidores que assimilaram isso há cerca de 12 meses atrás.

Se você tiver qualquer dúvida ao longo do artigo, fique a vontade para falar comigo no Whatsapp +55 47 98859-2799

Mas vamos falar dos melhores investimentos então…

Fundos de Investimentos e Ações estão entre as opções mais rentáveis e atrativas em tempos de crescimento econômico. Mas também sempre há oportunidades para o investidor conservador. Na renda fixa as opções mais interessantes são as aplicações prefixadas e os Créditos Privados isentos de Imposto de Renda.

Neste artigo apresentarei diversos ativos que podem alavancar seus rendimentos. Ao mesmo tempo, alguns que podem proteger sua carteira no caso do cenário favorável não se sustentar ao longo do ano.

Mas antes de investir é muito importante que você procure saber o seu perfil de investidor. Afinal, para cada perfil existe um tipo de alocação (divisão entre tipos diferentes de investimentos) ideal. Por exemplo: um investidor conservador não deve ter investimento em ações. Mesmo que este tenha tudo para ser o melhor investimento de 2020.

Esta lista não é um ranking, mas um enumerado de ativos que devem compor sua carteira. Claro que a divisão proporcional, ou seja, a quantidade de cada um dos ativos que vai estar no seu portfólio, depende do seu objetivo e perfil de investidor.

Quais são os candidatos a melhor e pior investimento para 2020

Tão importante quanto saber onde deixar seu dinheiro investido em 2020, é saber quais investimentos você deve evitar. De uma forma geral, dividiremos em três categorias:

Onde investir em 2020:

  1. CDBs prefixados e IPCA+
  2. Créditos Privados (CRI e CRA)
  3. Debêntures incentivadas
  4. Fundos de Crédito
  5. Fundos Imobiliários
  6. Fundos Multimercado e de Ações
  7. Ações (Bolsa de Valores)

Onde não investir em hipótese alguma em 2020:

  1. Poupança
  2. Fundos DI com Taxa de Administração Superiores a 0,4% a.a
  3. CDBs que rendem menos que 95% do CDI
  4. Fundos de Previdência com Taxas Superiores a 1,5% a.a.

Fique atento:

  1. Fundos DI
  2. LCI e LCA
  3. Tesouro Direto
  4. Investimentos atrelados ao Dólar

Reforço aqui: É importante você estar ciente que você deve entender o seu perfil de investidor. Afinal, para cada perfil existe uma Alocação (divisão entre tipos diferentes de investimentos) ideal. Por exemplo: um investidor conservador não deve ter investimento em ações. Mesmo que este tenha tudo para ser o melhor investimento de 2020.

Melhor Investimento 1: CDB Prefixado e IPCA+

CDB é o único representante das Rendas Fixas de emissão bancária da lista. Este tipo de investimento sempre estará presente. Já que atende a todos os tipos de carteira de investidores: Conservadores, Moderados ou Agressivos.

Aplicar em um CDB – sigla para Certificado de Depósito Bancário – como próprio nome sugere, é emprestar dinheiro para um banco, e existem sempre três alternativas de rentabilidade: (Prefixado, Pós Fixado ou IPCA+). As aplicações pós fixada acompanham um indexador. E no caso dos CDBs este indexador é o CDI, que por sua vez, segue a Selic.

Como já mencionei no início, a Selic está em baixa. Junto dela o CDI, sem qualquer perspectiva de alta no futuro próximo. Portanto é mais interessante você buscar as emissões bancárias de Renda Fixa Prefixadas (cuja taxa é conhecida desde o início da aplicação) ou aquelas atreladas à variação da Inflação (IPCA+), que são as melhores opções para o longo prazo.

Aqui algumas taxas indicativas que podem ser encontradas no mercado pela plataforma da XP:

 

TítuloTipoVencimentoTaxa de Rendimento (% a.a.)Valor Mínimo
CDBPrefixado3 anos6,95% a.a.R$ 5.000,00
CDBPrefixado4 anos6,75% a.a.R$ 5.000,00
CDBPrefixado5 anos6,9% a.a.R$ 5.000,00
CDBIPCA+3 anosIPCA + 2,05% a.a.R$ 5.000,00
CDBIPCA+4 anosIPCA + 3,01% a.a.R$ 5.000,00
CDBIPCA+5 anosIPCA + 3,35% a.a.R$ 5.000,00

Melhor Investimento 2: Créditos Privados (CRI e CRA)

Os CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários) e CRAs (Certificados de Recebíveis Agrícolas) entraram definitivamente no radar dos investidores em 2019. E vieram pra ficar! Eles são um tipo de título de renda fixa, normalmente de longo prazo, lastreados em créditos imobiliários ou agrícolas e emitidos exclusivamente por companhia securitizadoras.

A Securitização é uma ferramenta financeira usada para converter uma carteira relativamente homogênea de ativos em títulos mobiliários passíveis de negociação. É uma forma de transformar ativos relativamente não líquidos em títulos mobiliários líquidos e de transferir os riscos usuários a eles para os investidores que os compram. Os títulos de securitização são, portanto, caracterizados por um compromisso de pagamento futuro, de principal e juros, a partir de um fluxo de caixa proveniente da carteira de ativos selecionados. Em resumo, as Securitizadoras adquirem das empresas parte de sua carteira de títulos em aberto, passando a ser a credora dos títulos. Por isso, pode incluí-los no sistema, já que as empresas credoras cederam o crédito, e consequentemente haverá a transferência do registro para a securitizadora.

Por exemplo: uma construtora que financiou apartamentos em um edifício vai receber pagamentos por isso nos próximos 10 anos. Para antecipar estes valores a construtora “vende” esses recebíveis à securitizadora, que emite os CRIs. O risco para quem investe no CRI, nesse caso, é o de as pessoas que compraram o imóvel não pagarem suas dívidas.

Assim como acontece com os CDBs, existem diferentes formas de rentabilidade: Pré, pós ou mista. Mas é mais comum encontrar títulos atrelados ao IPCA, acrescidos de uma taxa prefixada. São papéis sem carência, que podem ser resgatados a qualquer momento no mercado secundário de títulos, e vem aumentando sua liquidez à medida que as ofertas também aumentam. Por ter uma parcela adicional de risco, uma vez que não conta com a proteção do FGC, tem rentabilidades geralmente melhores que os CDBs, as LCI e LCA. E o melhor: são ativos isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas.

São exemplos os seguintes, ofertados pela XP em Nov/19:

Melhores Investimentos: Tabela de Títulos de Crédito Privado

Fonte: XP Investimentos

Melhor Investimento 3: Debêntures Incentivadas

As debêntures são o “CDB das empresas”. Se no caso do CDB você empresta dinheiro para um banco, e terá seu capital remunerado por isso, no caso das Debêntures este empréstimo é para uma companhia constituída como Sociedade Anônima (S.A.).

São utilizadas pelas empresas como forma de captação de recursos junto ao mercado, para realizar algum tipo de investimento ou para tocarem projetos de seus negócios. São também ativos de Renda Fixa de emissão privada, assim como os CRIs e CRA. E da mesma forma não contam com a proteção do FGC.

“Incentivadas”

Podem ser da modalidade “Incentivada”, que é quando o governo isenta estes ativos da cobrança do imposto de renda, desde que os recursos sejam utilizados para o financiamento de projetos de infraestrutura: tais como as área de energia, saneamento, extração mineral, construção de rodovias e aeroportos, etc.

Estas emissões em particular costumam atrelar a rentabilidade ao IPCA adicionada de uma taxa prefixada, e são indicadas para o investidor que deseja obter rendimentos acima da inflação (ganho real) no longo prazo, e desta forma proteger o poder de compra do seu dinheiro.

Assim como os Créditos de Recebíveis, podem ser resgatadas (vendidas) no mercado secundário de títulos, sempre que o investidor desejar.

Eis algumas oportunidades em Debêntures Incentivadas ofertadas pela XP em Nov/19:

Melhores Investimentos: Tabela de Debêntures

Fonte: XP Investimentos

Melhor Investimento 4: Fundos de Crédito

Um fundo de investimento é uma espécie de condomínio de investidores (cotistas) que contam com um gestor para cuidar do dinheiro ali investido. O objetivo final dos cotistas é obter ganhos a partir da aplicação no mercado financeiro, através do patrimônio do fundo. E uma alternativa interessante na composição das carteiras, ainda no que se refere à parcela de renda fixa, são os Fundos de Crédito Privado.

Os fundos de crédito atuam dividindo os recursos em diversos tipos de dívidas corporativas, tais como os Créditos de Recebíveis, as Debêntures, FIDCs e outros.

Exatamente como você pode ver abaixo o XP Crédito Estruturado 180:

Composição Carteira por Produto XP Crédito Estruturado 180

Por se tratarem de fundos que compram principalmente dívidas e recebíveis de médio e longo prazo, estes fundos tendem a ter prazos de resgate naturalmente mais longos como D+90, D+180 ou até D+360. Se você não entende esta sigla, no caso dos D+90, por exemplo, significa que você recebe seu dinheiro 90 dias depois de pedir o resgate do fundo – obviamente este dinheiro segue rendendo durante os 90 dias.

Normalmente, quanto maior o prazo (investimento de longo prazo) de resgate do fundo mais ele tende a render, já que pode comprar dívidas mais longas que normalmente têm juros maiores. Seguem alguns exemplos de fundos de crédito:

Fundos de Crédito

 

FundoAplicação MínimaTaxa Adm. a.a.Cota Resg.Rentabilidade (12M)
Brasil Plural Crédito Corporativo II FIC FIRF CP LPR$ 3.000,000,50%D+456,21%
Capitânia Premium FIC FIRF Crédito PrivadoR$ 5.000,000,55%D+446,88%
Polo Crédito Corporativo Advisory FIRF CP LPR$ 5.000,000,60%D+306,95%
Sparta Top FIC FI RF Crédito Privado Longo PrazoR$ 5.000,000,70%D+306,05%
Iridium Pioneer Debêntures Incentivadas FIRF Crédito PrivadoR$ 5.000,000,90%D+305,45%
XP Debêntures Incentivadas Crédito Privado FIC FIMR$ 5.000,001,00%D+3013,77%

 

Vale dizer que para todos esses investimentos como os exemplos acima podem ser encontradas com a ajuda de um assessor de investimentos, que você pode agendar uma simulação de um plano de investimento clicando aqui (sem custo algum).

Melhor Investimento 5: Fundos Imobiliários

Os Fundos de Investimentos Imobiliários (FII) são fundos compostos por investimentos do setor imobiliário. De forma que podem ser excelentes investimentos para a diversificação da carteira, sobretudo em tempos de juros baixos.

O brasileiro possui a cultura de investir em imóveis através da compra deles na forma física. Comumente adquirindo um apartamento ou sala comercial. Porém, além dos custos elevados de manutenção e transferência, existe sempre o risco de liquidez. Ou seja, de não achar comprador na hora que precisar vender seu imóvel. Isso não ocorre com os FIIs, uma vez que são negociados no ambiente de bolsa de valores e possuem muita liquidez.

Como ganhar dinheiro

Na prática, você pode ganhar dinheiro vendendo suas cotas por um preço maior que o de compra. Exatamente como ocorre quando você compra um imóvel na planta e vende depois de pronto, ou na negociação de ações de empresas. Além do fato de receber rendimentos mensalmente, como nos aluguéis de imóveis, e que no caso dos FII são isentos de impostos de renda.

Aí está outra vantagem em relação aos imóveis físicos, os rendimentos de alguéis de FII são isentos de imposto de renda. Diferente dos imóveis cuja renda dos aluguéis precisa ser declarada ao leão.

Existem fundos imobiliários de Papel e de Tijolos.

Papel

Os de Papel compram CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários). Eles nada mais são do que dívidas lastreadas em um imóvel.

Tijolo

Os chamados fundos de Tijolo, como o nome sugere, compram imóveis físicos, podendo ser somente um ou múltiplos imóveis.

Se seu objetivo é ter renda como faz com um imóvel, você deve prestar atenção aos FIIs, já que os mesmos tem entregado aluguéis na ordem de 7% a 9% ao ano, isentos de imposto de renda, algo muito acima do que um imóvel é capaz de gerar tradicionalmente.

Veja abaixo alguns exemplos de FIIs, de diversas modalidades, a remuneração mensal dos cotistas (Dividend Yield) e a valorização das cotas em 12 meses.

Fundos Imobiliários

Fundo ImobiliárioPreçoÚltimo DividendoDividend Yield (12M)Rentabilidade (12M)
BC FundR$ 92,00R$ 0,5017,42%7,82%
CSHG LogísticaR$ 166,84R$ 0,785,43%33,38%
CSHG Prime OfficesR$ 192,37R$ 0,804,42%35,21%
Cyrela Thera CorpR$ 144,45R$ 0,544,90%42,63%
Hedge Brasil ShoppingR$ 271,00R$ 1,406,45%33,62%
Hotel MaxinvestR$ 162,75R$ 1,046,87%30,28%

Melhor Investimento 6: Fundos Multimercado e Fundos de Ações

Como já mencionei, um Fundo de Investimento é uma modalidade coletiva de aplicação onde um gestor administra o capital dos cotistas. Os fundos multimercado surgiram com a necessidade de investidores de confiarem seu capital a um Gestor que poderia investir o seu capital em diferentes tipos de investimento como: Renda Fixa, DI, Crédito, Ações, Juros, Moedas, no Brasil ou no exterior. Ou seja, são aplicações diversificadas e com bastante liberdade para investir.

Multimercados

Durante os anos eles se desenvolveram e se especializaram em alguns nichos, e hoje existem diversos tipos de fundo multimercado Desde os mais conservadores até os mais arrojados, e com estratégias diferentes. Segundo a classificação da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) existem Fundos Multimercado do tipo: Dinâmico, Estratégia Específica, Investimento no Exterior, Juros e Moeda, Long and Short Direcional, Long and Short Neutro, Livres, Macro e Trading.

Ações

Já os fundos de ações, são aqueles que aplicam o capital dos cotistas em ações disponíveis no mercado. Costumam estar entre as opções mais arriscadas e também entre as mais rentáveis do mercado financeiro em geral.

Acredito que o investidor em 2020 deve buscar aqueles fundos mais arrojados. Com preferência para investir naqueles multimercados direcionais como os Multimercados Dinâmicos, Estratégia Específica, Macro e os Livres, além de fundos de Ações. Porque acreditamos que estamos apenas no início de ciclo econômico no Brasil, como você pode ver na imagem abaixo:

Ciclo Econômico por país

Estes e outros aspectos econômicos, nos levam a crer que os ativos brasileiros ainda têm muito potencial de valorização. E os fundos multimercado mais agressivos e de ações, tendem a se valorizar bastante.

Estes fundos somente são indicados caso o seu perfil de investidor seja moderado ou agressivo, pois existe risco de grandes oscilações do seu capital. Momentos de estresse de mercado são imprevisíveis e normais, mesmo em ciclos econômicos de alta. Use este tipo de investimento com moderação e sabendo da relação risco/retorno dele.

Eis alguns exemplos de fundos que rodaram muito bem em 2018 e 2019. E que tem tudo para seguirem melhor em 2020, caso as ações continuem performando bem.

Fundos Multimercado

FundoAplicação MínimaTaxa Adm. a.a.Cota Resg.Rentabilidade (12M)
Trend Ouro FIMR$ 500,001,00%D+1021,11%
Occam Retorno Absoluto FIC FIMR$ 10.000,002,00%D+3017,73%
CA Indosuez Debêntures Incentivadas CP FIC FIMR$ 1.000,000,80%D+3016,27%
Gauss Advisory FIC FIMR$ 10.000,001,95%D+2915,59%
Legacy Capital Advisory FIC FIMR$ 25.000,001,90%D+3014,20%
Verde AM Scena Advisory FIC FIMR$ 50.000,001,50%D+3013,90%

 

Fundos de Ações

FundoAplicação MínimaTaxa Adm. a.a.Cota Resg.Rentabilidade (12M)
Kiron FIC FIAR$ 10.000,001,80%D+3053,43%
Mauá Capital Ações FIC FIAR$ 1.000,001,93%D+3049,60%
XP Dividendos FIAR$ 5.000,003,00%D+149,59%
Equitas Selection FIC FIAR$ 5.000,002,00%D+3049,40%
XP Dividendos 30 FIC FIAR$ 10.000,003,00%D+3048,27%
Brasil Capital 30 FIC FIAR$ 10.000,001,38%D+3046,72%

 

Melhor Investimento 7: Ações

Na mesma linha de pensamento dos fundos multimercado e de ações, os investidores com perfil menos conservador podem e devem ter uma carteira de ações em seu portfólio, principalmente naquela parte do seu capital separada para prazos mais longos.

A Renda Fixa em geral protege seu dinheiro da desvalorização. Apesar desta modalidade ter sido bastante interessante aqui no Brasil, no longo prazo ela acaba tendo uma rentabilidade apenas um pouco maior que a inflação. Que é o que chamamos do Ganho Real. Hoje a rentabilidade real da renda fixa é de mais ou menos 3% ao ano.

Para se obter ganhos de capital de fato, no longo prazo, é preciso assumir riscos. E se olharmos um prazo mais longo, podemos ver que o IBOVESPA (índice da bolsa brasileira) ganhou do CDI, como no gráfico abaixo, onde tanto o IBOVESPA quanto o CDI foram descontados da inflação medida pelo IGP-DI (mais abrangente que o IPCA), desde 1968.

Gráfico ilustrando a Evolução e Comparação entre Rendimentos de IBOV e CDI descontados pela inflação

Fonte: Alaska Asset Management

A maior parte das casas de análise estão apostando no aumento dos lucros das companhias brasileiras. O que está altamente correlacionado com o aumento do valor de suas ações na bolsa. Além disso, apostam na privatização das empresas estatais, como parte do programa de liberalização do governo, que vem tomando medidas neste sentido.

E quanto investir em cada uma dessas modalidades de ativos?

Tudo vai depender de seus objetivos e de seu perfil de investidor.

O teste de perfil que usamos pode fornecer informações importantes para que você possa tomar decisões mais assertivas. E recomendo fortemente agendar uma reunião com um Assessor de Investimentos para auxiliá-lo na elaboração da sua carteira de investimentos.

Mas, apenas para referência geral, pode-se adotar como sugestão as carteiras sugeridas para cada perfil de investidor da XP Investimentos.

 

 

ConservadoraAlocação
Pós Fixado84,50%
Tren Pós-Fixado FIRF Simples5,00%
Gama TOP FIC FIRF CP LP20,00%
Polo Crédito Corporativo Advisory FIRF CP LP20,00%
Selection FIC FI Renda Fixa CP LP19,50%
CDB Renner 118% CDI – 3 anos5,00%
CDB C6 Bank 117% CDI – 3 anos5,00%
CDB Banco Omni 120% CDI – 4 anos5,00%
CDB São Martinho – 107% CDI – 6,5 anos5,00%
Pré-Fixados3,00%
CDB NBC 6,75% – 3 anos3,00%
Inflação10,00%
SulAmérica Inflatié FIRF5,00%
CDB Pine – IPCA + 3,2% – 5 anos2,50%
CRA Klabin – IPCA + 3,85% – 9,5 anos2,50%
Internacional2,50%
COE Índice de Commodities Long Short2,50%

  

ModeradaAlocação
Pós Fixado25,00%
Trend Pós-Fixado FIRF Simples5,00%
Selection FIC FI Renda Fixa CP LP5,00%
CDB Renner 118% CDI – 3 anos3,00%
CDB C6 Bank 117% CDI – 3 anos3,00%
CDB Banco Omni 120% CDI – 4 anos3,00%
CDB São Martinho – 107% CDI – 6,5 anos3,00%
CRI Even CDI + 0,75% – 0,5 anos3,00%
Pré-Fixados5,00%
Tesouro Prefixado 20222,00%
CDB NBC 6,75% – 3 anos3,00%
Inflação15,00%
SulAmérica Inflatié FIRF6,00%
XP Debêntures Incentivadas CP FIC FIM3,00%
CRA JBS – IPCA + 3,7% – 5 anos3,00%
CRA Klabin – IPCA + 3,85% – 9,5 anos3,00%
Multimercado30,00%
XP Macro FI Multi8,00%
Verde AM Scena Advisory XP Seg Prev Sc Mult7,00%
Ibiuna Long Short Advisory FIC FIM6,00%
Giant Sigma Advisory FIC FIM3,00%
Visia Darius FIC FIM3,00%
COE Índice de Commodities Long Short3,00%
Renda Variável17,50%
Safari 45 FIC FIM II7,50%
Tork FIA5,00%
Távola Absoluto Advisory FIC FIM5,00%
Internacional7,50%
PIMCO Income FIC FIM IE5,00%
Trends Bolsa Americana Dólar FIM2,50%
AgressivaAlocação
Pós Fixado5,00%
Trend Pós-Fixado FIRF Simples5,00%
Pré-Fixados7,50%
Tesouro Prefixado 20224,50%
CDB NBC 6,75% – 3 anos3,00%
Inflação15,00%
SulAmérica Inflatié FIRF6,00%
XP Debêntures Incentivadas CP FIC FIM3,00%
CRA JBS – IPCA + 3,7% – 5 anos3,00%
CRA Klabin – IPCA + 3,85% – 9,5 anos3,00%
Multimercado35,00%
XP Macro FI Multi10,00%
Verde AM Scena Advisory XP Seg Prev Sc Mult7,50%
Ibiuna Long Short Advisory FIC FIM5,00%
Giant Sigma Advisory FIC FIM2,50%
Visia Darius FIC FIM2,50%
Absolute Vertex Advisory FIC FIM7,50%
Renda Variável27,50%
Brasil Capital 30 FIC FIA7,50%
Safari 45 FIC FIM II7,50%
Moat FIA7,50%
Tork FIA5,00%
Internacional10,00%
PIMCO Income FIC FIM IE7,50%
Trends Bolsa Americana Dólar FIM2,50%

 

Tais carteiras atendem a uma finalidade genérica de proteção de capital e ganhos acima da inflação. Entretanto, objetivos específicos de cada investidor devem ser levados em conta na hora de compor um portfólio.

Por este motivo, o teste de perfil é só o começo. Entender mais profundamente a sua realidade e a sua disposição ao risco, bem como suas definições quanto a prazos de investimentos, é uma tarefa um pouco mais sofisticada, e que exige uma análise mais criteriosa. Ainda mais por se tratar do seu dinheiro. Esta é a função de um assessor de Investimentos.

Entender o investidor em uma profundidade maior do que o gerente do seu banco ou dos atendentes das corretoras digitais é a função deste profissional do mercado financeiro.

O papel dele é unir seus objetivos pessoais e profissionais, a disponibilidade financeira, aptidão ao risco, e avaliar o cenário e o mercado para te ajudar na tomada de decisão, buscando os investimentos que estiverem alinhados com o seu momento.

Piores Investimentos: Onde não investir e por quê?

Se você chegou até aqui nesse texto, eu nem deveria mencionar a Poupança. Por outro lado, ainda assim prefiro reforçar.

Poupança

A poupança rende 70% da Selic (5% a.a.). Neste momento, isto representa 3,5% ao ano, ou 0,29% ao mês (sem considerar a inflação). E tem tudo para manter o título de pior “investimento” do ano (se é que se pode chamar de investimento..). Conforme tem sido ao longo dos últimos 3 anos.

Fundos DI

E na mesma linha seguem todas aquelas aplicações que não conseguem ganhar do CDI, sendo ainda piores aqueles que cobram taxas bem acima da média de mercado.

…e ao que se deve prestar atenção.

Se você precisa de liquidez imediata, então um fundo DI pode fazer sentido. Caso contrário, também é um tipo de fundo para você esquecer.

A LCA e LCI são isentas de IR e possuem garantia do FGC, então, a depender do caso elas podem ser alternativas na composição da carteira. Entretanto sempre para aplicações de até 2 anos.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto, que em épocas de juros altos esteve entre os melhores investimentos do mercado, já não está mais tão interessante. Porém ainda pode haver oportunidades nos títulos Pré e IPCA+, que são impactados pela abertura da curva de juro futuro (aumento das expectativas para o DI no futuro), que normalmente se dão por notícias ou previsões que impactam positiva ou negativamente os ânimos do mercado, e levam os preços de títulos no mercado a corrigirem sensivelmente. Em momentos de estresse podem surgir entradas de compra nestes papéis, principalmente aqueles com vencimento mais longo.

Dólar

O dólar sempre pode surpreender os investidores, da mesma forma que fez neste ano em 2019. Porém, a tendência para este ativo em 2020 é de uma pequena desvalorização em relação ao Real. Ou seja, pode fazer mais sentido como proteção de carteira.

Penso, logo invisto!

Já conversei com muita gente que vive no ‘gerúndio’. É aquela pessoa que fica estudando, analisando, procurando…. enfim, esperando.

Se me permite uma sugestão: como resolução de ano novo, adote mais o ‘infinitivo’! Tome uma atitude. Comece 2020 diferente, de verdade!

Ou você, ou o seu dinheiro terá que trabalhar no futuro para manter o seu conforto. Quanto antes você se preparar, tanto mais você vai usufruir.

Pense nisso!

O mercado está bom. Nunca foi tão simples e convidativo investir.

Procure um especialista. Fale com um assessor de investimentos. As alternativas estão aí.

Tudo isso pra você não ter o mesmo destino de Mike, o personagem de Hemmingway do início do texto. Não a falência, evidentemente… mas a desilusão.

Não vá aos poucos perdendo as oportunidades para só um dia, de repente, se dar conta de que não fez nada pra mudar a sua realidade.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374