Análises e PrevisõesChicotadas Psicológicas

Resumo Político: Meirelles candidato e Indefinição quanto ao futuro de Lula

Avalie este artigo!

Iniciamos a semana que antecede a páscoa, ainda um pouco atordoados com a grande quantidade de manchetes produzidas na semana que passou. Da reunião do COPOM que definiu mais um corte na taxa SELIC (fixando-a em 6,5%) até o Habeas Corpus do ex-presidente Lula, separei alguns pontos que julgo relevantes para você ficar de olho nesta semana de feriadão.

Três altas e nada mais.

A reunião do Federal Reserve (o Banco Central dos Estados Unidos) ocorrida na quarta-feira (21), confirmou as projeções do mercado ao elevar a taxa de juros no país. No entanto, diferente do projetado pela maior parte dos analistas, a reunião manteve a expectativa de apenas três altas para o ano.

Com isso o mercado se tranquiliza ao menos até junho, quando o FED se reúne novamente.

Tudo certo para quem investe lá fora, ao menos no curto prazo.

Começou com o pé esquerdo

Também na quarta-feira, o presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, confirmou que será candidato à Presidência da República e que está neste momento, em conversas com seis partidos para definir a filiação. O empresário disse que quer preencher um vazio na política brasileira e que pode ser o representante do neoliberalismo na economia e do conservadorismo nos costumes.

Ao meu ver, uma candidatura completamente desnecessária. Ainda que favorável a renovação da política brasileira (onde empreendedores de sucesso são muito bem-vindos), a negociação com 6 partidos, indica que Flavio Rocha, ao menos no início, segue o modu operandi dos “políticos de carreira”, exatamente aqueles que gostaríamos de evitar.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Seu discurso de representar o neoliberalismo econômico com o conservadorismo, ao menos serviu como piada. Aqui na redação, imaginamos uma mescla de Henrique Meirelles com Jair Bolsonaro.

Se correr o bicho pega, se ficar, o bicho come.

Já que citei o meu carequinha favorito, Meirelles foi citado novamente como possível candidato a vice-presidente de Michel Temer.

  • Obviamente, Temer quer tirar proveito dos inegáveis avanços econômicos de seu governo e neste momento, Meirelles é o único pré-candidato que não vê problemas em associar sua imagem ao do presidente e seus incríveis 96% de rejeição.
  • Meirelles deve deixar o cargo de ministro no início de abril mas ainda pairam muitas dúvidas sobre seu destino. Fontes indicam que possa ser o MDB, onde aguardaria decisão de Temer a respeito de sua candidatura.

Lançando candidatura própria pelo seu partido atual, o PSD, Meirelles sabe que não possui chance alguma. A inexpressividade da legenda lhe daria pouquíssimos minutos de tempo na tv.

Por outro lado, a associação com a imagem de Temer, tirar-lhe-ia igualmente tal possibilidade. Arrisco a dizer que reduziria ainda mais suas chances.

Chapa Quente

Em São Paulo, a dobradinha João Doria/Gilberto Kassab está praticamente sacramentada. A coligação, que nasce com grande favoritismo, só deve ser anunciada oficialmente nos últimos minutos. Ministro do governo Temer, Kassab quer aproveitar até os últimos instantes as benesses do cargo federal.

Minha nada mole vida

Paulo Maluf, ilustre hóspede do presídio da Papuda, protagonizou uma história inusitada na última semana. Um amigo do deputado enviou de presente, dois volumes de Memórias da II Guerra, de Winston Churchill.

A cor preta da capa dos livros, impediu que o mimo chegasse às mãos de Maluf. Segundo os seguranças, elas (as capas) poderiam produzir tinta escura se diluídas em água, podendo ser utilizada para tingir roupas, favorecendo assim, fugas noturnas.

Siga-nos no Facebook e receba as atualizações do Blog:

A cautela ainda que contenha indícios de exagero, visa evitar qualquer tipo de margem para a conhecida engenhosidade de Maluf.

O futuro de Lula

Por fim, o fato político da semana: O sinal verde para a votação do Habeas Corpus de Lula.

A decisão do STF em aceitar a análise do pedido de habeas corpus (contrária ao relator Edson Fachin) surge como uma “sobrevida” ao ex-presidente, uma vez que está impossibilitada sua prisão até o dia 04/04 (data em que o STF pretende encerrar o julgamento do pedido).

Não fosse esta decisão, Lula poderia ser preso hoje, tão logo terminado o julgamento sobre o embargo de declaração no TRF4, onde Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

É importante lembrar que para efeito da corrida eleitoral, mantem-se o cenário. Lula segue inelegível após confirmação da decisão de hoje no TRF4. No entanto, cabe lembrar que a defesa do ex-presidente ainda pode recorrer ao STJ ao STF para tentar uma liminar, confirmando assim sua candidatura.

Aguardamos as cenas dos próximos capítulos.

Tags

Filipe Teixeira

Filipe Teixeira é redator do Portal EuQueroInvestir. Gremista, filho dos anos 80, apaixonado por filmes, música, política e economia.

É também Coordenador da área de Marketing do EuQueroInvestir.com e do EuQueroInvestir A.A.I assessores de investimentos.

Me envie um e-mail: filipe.teixeira@euqueroinvestir.com
Ou então uma mensagem por WhatsApp: (51) 98128-5585
Instagram: filipe_st

Artigos Relacionados

Close