México pode ter seu primeiro caso de coronavírus, devido a médico que viajou para China

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução / Wikimedia Commons

Segundo informações da agência EFE, um médico mexicano que viajou em dezembro para Wuhan na China, pode ser o primeiro caso de coronavírus no México. A secretária de saúde do estado de Tamaulipas, Gloria Molina comentou em entrevista a Radio Formula: “Ontem recebemos uma chamada para relatar um caso suspeito de coronavírus. Um médico que trabalhava no Instituto Politécnico Nacional (IPN)”.

O médico de biologia molecular teria 57 anos, e viajou para Wuhan na China em 25 de dezembro de 2019. Retornando no dia 10 de janeiro. Em que foi a cidade de Reynosa, em Tamaulipas, realizando uma escala na Cidade do México. Logo após retornar, segundo a EFE, o médico começou a apresentar tosse seca e coriza.

Seguindo o protocolo na possibilidade de ser o vírus, o médico decidiu se isolar em casa. Foi realizado posteriormente um exame, mas por enquanto o resultado não saiu. Como o teste é novo, é necessário esperar de 36 a 72 horas para conseguir identificar a presença do coronavírus.

Segundo a secretária de saúde, as pessoas que entraram em contato com o médico também foram examinadas. Por enquanto não apresentaram sintomas. Mas estão em observação, devido ao período em que o vírus demora para incubar na pessoa. 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374