MDB pode ficar sem candidato a presidente na eleição deste ano

Com a perda de força do atual presidente Michel Temer, o MDB resolveu abrir espaço para outras alternativas na eleição desse ano. A hipótese mais provável é a de que o partido fique sem candidato à presidência neste ano, como já aconteceu em 2006. Com isso, terá que liberar as seções regionais do partido para que possam fazer as alianças necessárias em cada estado. Outra possibilidade é apoiar algum candidato de outro partido. Mesmo sendo difícil disso acontecer, o MDB não descarta e diz que é uma das alternativas possíveis.

Betina Moura
Betina Moura, gaúcha, formada em Marketing pela Universidade do Vale do Itajaí-SC, adoradora do marketing digital, tecnologia, comunicação, boas músicas e esportes.Na Equipe EuQueroInvestir é responsável pela diagramação dos artigos, designers, redação de notícias e inboud marketing.Contato: betina.moura@euqueroinvestir.com
img-capa

Foto: img-capa

regra de ouro

Embora a reeleição do atual presidente Michel Temer não seja unanimidade no planalto, alguns otimistas mais próximos acreditam que ele ainda consiga reverter o ruim resultado das pesquisas eleitorais. Porém, Temer precisa vencer alguns obstáculos. É visível que o governo está cada vez mais fraco e o congresso paralisado, enquanto a Polícia Federal vasculha a vida íntima da família e amigos do atual presidente. Atualmente, a possível candidatura de Michel Temer tem apenas um objetivo: ocupar o tempo de TV e rádio do partido MDB nas eleições, para que ele consiga se defender das denúncias do Ministério Público.

Toda essa situação deu direito aos adversários do MDB retornar a cena. O senador Renan Calheiros (MDB-AL) por exemplo, afirma que a necessidade de preservar o MDB “não se conjuga” com a candidatura de Michel Temer. Renan Calheiros defende a solução de 2006, quando o PMDB recusou se associar ao PSDB, que tinha Geraldo Alckmin como candidato à presidência.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Na época, o PMDB era governado pelo mesmo grupo atualmente na presidência do partido. A convenção partidária derrubou a candidatura do ex-presidente do Rio e deixou o partido “livre” nas eleições. Cenário que agradou muito o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que está atualmente preso em Curitiba, mas ainda mantem influência sobre o partido, principalmente sobre o MDB nordestino.

Renan Calheiros acredita que Lula disputará a eleição “sub-judice”, e que mesmo estando preso é um líder capaz de transferir votos e eleger candidatos.

Questão de sobrevivência

Agora, o que importa para o MDB é a sobrevivência partidária. Nessa situação de troca de janelas, o partido perdeu 15 deputados e sete senadores. No senado, nas últimas legislaturas só quatro dos atuais senadores ainda tem mais quatro anos de mandato para cumprir. A expectativa era eleger nove senadores, mas o cálculo foi revisto para sete.

Outra coisa que causa inquietação é o financiamento de uma candidatura presidencial, pois isso deve drenar a maior parte dos recursos do fundo eleitoral. É nesse contexto que o atual presidente da República, Michel Temer, perde força. Isso porque os números nas pesquisas eleitorais não saem da casa de um digito, ou seja, assemelha-se a um peso morto que nenhum político vai querer carregar nas eleições.

[banner id=”teste-perfil”]