Máscara ajuda a combater coronavírus

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Depois que o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que cada brasileiro poderia fazer sua própria máscara apareceram algumas dúvidas na fabricação. Para sanar dúvidas o jornal O Estado de S.Paulo consultou a médica infectologista Raquel Stucchi, explicou as diferenças e as indicações de uso dos vários tipos de máscaras contra o coronavírus.

Mesmo com a eficácia da máscara caseira questionada e o índice de proteção inferior ao da máscara cirúrgica, Stucchi ressalta que a máscara caseira é melhor do que não usar nada.  “O uso correto da máscara caseira pode proteger em até 70% da carga de vírus que uma pessoa poderia pegar se não estivesse usando nada.”

No entanto, Raquel reforça que o mais importante é manter o isolamento social e a lavagem adequada das mãos.

Tipos de máscaras existentes

Atualmente existem 3 grupos de máscaras. A N95 (máscara de proteção respiratória com formato de bico de pato), as cirúrgicas e caseiras. A máscara N95 e a cirúrgica são de uso hospitalar, mas eventualmente podem ser recomendadas para algumas pessoas.

A N95 é mais fechada. Por isso, impede a passagem de gotículas e das partículas suspensas no ar, quando o individuo espirra ou tosse. Essa máscara é utilizada por profissionais da saúde.

Já máscara cirúrgica, não é tão fechada. Existem alguma porosidade pequena, mas não impede a passagem do vírus por meio de gotículas. Sendo indicada para profissionais da saúde e pacientes com problemas respiratórios que estejam com coronavírus.

Há também as máscaras caseiras, agora bastante demandadas.

Por que usar máscara caseira?

A produção de máscaras cirúrgicas não é suficiente para atender toda demanda. Além disso, a máscara caseira reduz o risco de uma pessoa sem sintomas transmitir o vírus e de outro individuo contraí-lo.

Composição

A máscara caseira deve ser feita preferencialmente de tricoline, que é um tipo de tecido de algodão cuja a malha é mais fechada. A máscara também deve ter duas camadas do tecido.

Máscara de TNT (Tecido não Tecido)

A máscara de TNT pode ser usada, desde que a gramatura seja superior a 40. Além disso, na fabricação deve ser usada duas camadas de TNT.

Importante frisar que o TNT não pode ser lavado. Caso a máscara seja lavada, as fibras impedem a respiração, por isso precisa ser descartada.

Tamanho

A máscara deve cobrir até metade do nariz e se estender até abaixo do queixo, se adequando ao formato do rosto.

Cuidados ao usar a máscara caseira

A higienização das mãos continua obrigatória e não se deve levar a mão a máscara. Quando for retirar a máscara, deve-se puxar o laço que prende à cabeça.

Já a máscara de pano, quando retirada deve-se lavar ou colocar em um envelope de papel, caso não se possa lavar na hora. A máscara usada, suja ou exposta não pode ser utilizada.

Troca

A máscara precisa ser trocada quando estiver suja ou úmida.

Higienização

A higienização da máscara caseira deve ser feita com água e sabão. Já máscara cirúrgica é descartável e não pode ser reutilizada.