Marcelo Odebrecht acusa familiares e diretores por situação da Odebrecht, diz Folha

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores

Crédito: Eduardo Knapp/Folhapress

O empresário Marcelo Odebrecht vem enviando, nos últimos dias, e-mails direcionados a familiares e diretores da Odebrecht denunciando pessoas importantes do grupo, conforme publicado pela Folha nesta quinta-feira, 19.

Entre as pessoas atingidas, estão seu pai, Emílio Odebrecht, seu cunhado e ex-diretor jurídico, Maurício Ferro, e Ruy Lemos Sampaio, diretor presidente da holding.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Nas mensagens, Marcelo constrói uma argumentação sobre os motivos que levaram a empresa a passar por uma recuperação judicial, com dívidas que chegam a R$ 98,5 bi. Conforme apuração da Folha, vários dos e-mails “detalham o conteúdo de uma minuta com 64 páginas que o próprio Marcelo redigiu e enviou para executivos da empresa”.

Ainda de acordo com a Folha, Emílio Odebrecht é citado e leva a culpa por erros que levaram a companhia à recuperação judicial. “Em um dos emails, Marcelo questiona uma operação feita por Emílio Odebrecht. Segundo ele, o pai teria esvaziado a Kieppe, holding familiar controladora da Odebrecht, ao adquirir para si fazendas avaliadas em R$ 600 milhões e ter feito o pagamento com ações da Kieppe e não com seus próprios recursos”, diz o jornal.

Além disso, Marcelo afirma que o pai teria usado o seu poder para nomear executivos que tinham “conflito de interesse”. De acordo com a publicação, na “avaliação dele, os escolhidos não focavam na gestão dos negócios e, muitas vezes, tomavam decisões em benefício próprio e em prejuízo à Odebrecht”.