Mais de 90 mil pessoas foram atingidas pelo coronavírus

Omar Salles
null

Crédito: Enfermeira em laboratório de Teerã - Crédito - Fars Agency News

O número de pessoas infectadas pelo coronavírus ultrapassou hoje 90 mil. A informação é do Hospital Johns Hopkins de Maryland (EUA) que acompanha em tempo real o avanço do surto.

Segundo o mapa do Johns Hopkins, 90.284 pessoas foram infectadas pelo Covid-19 até agora.

Destas, 3.085 morreram e 45.581 se recuperaram.  As outras estão internadas em hospitais ou em quarentenas nas suas casas.

Invista em suas Escolhas. Conheça os Melhores Investimentos 2021.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou hoje que o número de novos casos do coronavírus foi nove vezes maior fora da China do que no gigante asiático nas últimas 24 horas.

A declaração partiu do diretor-geral da OMS, Tedros  Ghebreiesus., informa a CNBC News.

Segundo ele, embora a China tenha mais de 88 mil casos, apenas 240 foram registrados no domingo, enquanto fora da China o número de casos atingiu 8.739 em 61 países.

Ghebreyesus disse que 81% dos casos fora da China estão concentrados na Coreia do Norte, Itália, Irã e Japão.

Os Estados Unidos tiveram um aumento de 61 para 91 casos confirmados, informou o Centro de Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) do governo americano. Seis pessoas morreram, quatro delas em Seattle.

A Arábia Saudita registrou hoje o primeiro caso confirmado. O paciente chegou do Irã, via Bahrein.

 

O que você verá neste artigo:

China

Nesta segunda-feira a China registrou 202 novos casos do Covid-19, menor número diário desde 22 de janeiro. Mesmo assim, por ter sido o epicentro do surto na província de Hubei, a China ainda tem a maioria esmagadora das pessoas contagiadas, 80.026.

Segundo o Hospital John Hopckins (dos EUA), 36.800 casos foram registrados na província chinesa de Hubei, com 2.803 mortes e 33.934 pacientes curados. A província chinesa de Henan teve mais de 1.230 casos, com 1.205 pacientes curados.

Coreia do Sul

A Coreia do sul registrava mais de 4.300 casos na manhã de hoje. O epicentro do surto está na cidade sulista de Daegu, um porto por onde se supõe que o coronavírus chegou da China, com o hospedeiro humano atravessando o Mar Amarelo.

O governo isolou a Igreja Shincheongi de Jesus, um templo evangélico onde o surto começou. Toda a área interior e os pátios da igreja passaram por desinfecções.

Itália

A Itália tem o maior surto do coronavírus fora da Ásia e até agora é o país com o terceiro maior número de pessoas contaminadas, com 2.036 casos confirmados na tarde de 2 de março.

Segundo o Ministério da Saúde da Itália, 149 pacientes foram curados, 52 morreram, o restante está hospitalizado e 934 são monitorados em quarentena domiciliar.

O foco italiano surgiu na região da Lombardia e na província de Pádua, no Vêneto, região Norte do país. O número de casos aumentou em direção ao sul do país, com pessoas contaminadas na Toscana e Le Marche, após o vírus atravessar os Apeninos. Mas do total de pessoas infectadas, 1.254 estão na Lombardia, informa o jornal Corriere della Sera.

Irã

O Irã informou que 1.501 pessoas foram infectadas pelo coronavírus até a manhã de hoje, disse o vice-ministro da Saúde da república islâmica iraniana, Alireza Rayeesi.

As informações são da agência estatal de notícias Fars.

“Nós tivemos 523 novos casos de infecção do coronavírus nas últimas 24 horas. Infelizmente, mais 12 pacientes morreram”, informou o vice-ministro.

Com os óbitos de hoje, são 66 mortes no Irã pelo Covid-19.

Rayeesi destacou que 291 pacientes foram curados. Os outros estão internados nos hospitais ou em observação domiciliar.

A mídia estatal iraniana reportou hoje que um conselheiro do líder supremo do Irã, o aiatolá ali Khamenei, morreu por causa do coronavírus.

O conselheiro se chamava Mohammed Mirmohammadi, tinha 77 anos e estava hospitalizado em Teerã.