Maia quer votar reforma tributária em 2020 para escapar de clima eleitoral

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Blindar ao máximo a votação da reforma tributária do clima eleitoral que cercará as eleições para presidente, em 2022. Essa é a ideia de Rodrigo Maia.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

O presidente da Câmara dos Deputados externou sua preocupação ao defender que a Casa avance na votação do texto da reforma ainda em 2020.

Em entrevista à TV Tropical do Rio Grande do Norte, Rodrigo Maia reforçou a intenção de acelerar ao máximo o projeto e, desta forma, evitar que se misture com a tensão que costuma rondar o período pré-eleitoral.

“Temos um ciclo de 12 meses, porque a partir do ano que vem, do segundo semestre, as decisões já começam a ser mais influenciadas pelo processo eleitoral de 2022”, afirmou.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

“Reforma não é para desgastar o governo”, diz Maia

Segundo Maia, a ideia é trabalhar pelo convencimento do Executivo para que mande sua proposta de reforma administrativa, que, segundo ele, “não tem a intenção de desgastar o governo ou prejudicar servidores que já atuam no funcionalismo público”.

“Vamos continuar torcendo, trabalhando, para que o governo entenda que nós não estamos querendo a reforma para desgastar o governo, para prejudicar o governo”, disse.

“Pelo contrário, entendemos que essas reformas fortalecem o governo, independente de quem esteja presidindo”, completou o deputado.

O presidente da Câmara reiterou ainda a importância de o governo discutir um projeto de renda mínima para os mais vulneráveis, mas deixou claro que acredita que a economia e a geração de empregos voltem a crescer após o fim da pandemia.

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir