Maia: não há consenso para privatização da Eletrobras em 2020

Marcello Sigwalt
null

Crédito: Site O Tempo

Falta de consenso. Sob esse argumento, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse acreditar “não ser possível um acordo da Casa com o Senado, para aprovação do projeto que prevê a privatização da Eletrobras, ainda este ano”.

Em lugar disso, segundo a agência Reuters, Maia propôs que o Congresso Nacional “se concentre nas reformas tributária e administrativa, assim como em torno da regulamentação do teto dos gastos públicos, do qual não devemos abrir mão”.

Aumente seus ganhos. Consulte nossa Planilha de Monitoramento de Carteira

Realize o teste e descubra investimentos perfeitos para seus objetivos

Teto e reforma no foco

“Na minha avaliação, o foco deve ser o teto (de gastos) e a reforma (tributária), que já vem andando, e também trabalharmos para que o governo encaminhe a reforma administrativa”, apontou.

Sobre a possibilidade de “furar” essa limitação, sob o pretexto de ampliar os investimentos públicos no país, o dirigente fez uma defesa da permanência do teto de gastos.

Controle da inflação

“O controle da despesa pela inflação é fundamental para manter a atual política de taxa de juros baixas”, argumentou.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Após defender a estabilidade econômica, o presidente da Câmara voltou suas baterias contra a usura, a exemplo dos juros exorbitantes cobrados pelos bancos, tanto no cheque especial, quanto no cartão de crédito.

Autorregulamentação já

Segundo ele, esse ‘problema’ só será resolvido por meio da autorregulamentação do setor financeiro. Para tanto,  defendeu uma contraproposta (sem especificar qual) no sentido de que o Senado aprove a limitação dos juros incidentes nas duas modalidades de crédito citadas.

Quais os melhores investimentos para 2020? Conheça nossas sugestões aqui

Simule seus rendimentos de acordo com seu potencial de investimento.

Tabelamento não!

No entanto, Maia tratou de esclarecer logo ser contrário ao tabelamento dos juros.

“Nenhum país sério que tabela juros, isso não existe”, afirmou.

Ainda sobre os juros, o representante do Legislativo afirmou que, em conversas com interlocutores sobre o assunto, chegou à conclusão de que a solução deve ser encontrada ‘dentro do próprio sistema financeiro’.

Faça você mesmo o rebalanceamento de sua carteira de investimentos

“O sistema financeiro precisa entender que o resultado da votação do Senado é resultado da pressão de muitos brasileiros em relação a essa taxa de juros”, justificou.

Baixe a Planilha de Rebalanceamento de Carteira de Investimentos