Lucro líquido da Apple (APPL) avança para recorde de US$ 55,97 bilhões no trimestre com vendas do iPhone 11

Omar Salles
null
1

Crédito: Reprodução/iStock Photos

A Apple (APPL) comunicou hoje ao mercado, após o fechamento do índice Dow Jones-30 na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), resultados do quarto trimestre de 2019 (segundo trimestre do ano fiscal de 2020 nos Estados Unidos)  bem melhores que as estimativas dos analistas de mercado, informa a CNBC News.  A receita líquida no período avançou 9% para US$ 91,8 bilhões (cerca de R$ 384,6 bilhões), enquanto o lucro líquido teve alta de 8% para US$ 55,97 bilhões (R$ 234,5 bilhões).

Grande parte do avanço da receita e do lucro aconteceu após o lançamento do novo iPhone 11 no ano passado. A Apple também conseguiu recuperar suas vendas na China, que haviam estacionado em 2018 mas voltaram a crescer em 2019. A ação APPL avançou mais de 3% hoje no Dow Jones.

“Foi um arrasa-quarteirão em todos os lugares”, comentou Tim Cook, executivo-chefe da Apple. Segundo ele, a Apple tem atualmente 1,5 bilhão de aparelhos em uso, frente aos 1,4 bilhão que tinha no fim do trimestre anterior.  Cook prevê que as vendas devem seguir as projeções para o próximo trimestre, mas não se arriscou a cravar um porcentual por causa das incertezas do surto do coronavírus na China.

Descubra novos caminhos para multiplicar seu patrimônio. Aprenda hoje a investir R$ 300 mil com os melhores desempenhos.

Do total do resultado, US$ 10 bilhões vieram do segmento “outros produtos” da Apple, o que inclui relógios inteligentes, notebooks e AirPods. Segundo Cook, esse segmento cresce menos que o dos iPhones porque a empresa ainda não tem a capacidade de suprir a demanda.