Lopes Brasil (LPSB3) tem alta de 232% no lucro líquido

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).

A Lopes Brasil (LPSB3) registrou alta de 232% no lucro líquido do terceiro trimestre de 2020.

O lucro líquido atribuível aos acionistas da controladora antes do IFRS foi de R$ 10,489 milhões ante R$ 3,156 milhões no mesmo período de 2019.

Já o lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) foi de R$ 26,1 milhões no terceiro trimestre de 2020. Valor 84% maior do que os R$ 14,1 milhões registrados no mesmo período de 2019.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

A margem Ebitda da Lopes Brasil ficou em 52%. Ou seja, 15 p.p. maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Segundo a empresa, o resultado observado  no 3T20 foi uma combinação de recuperação no mercado primário através das operações próprias, recorde de intermediação nas operações franqueadas e excelente performance também da  operação de crédito imobiliário, a CrediPronto.

Receita líquida e VGV crescem

O VGV (Valor Geral de Vendas) intermediado pela Lopes Brasil cresceu 18% no 3TRI20 no comparativo com 2019.

Assim, o valor saiu de R$ 2,064 bilhões (3TRI19) para R$ 2,444 bilhões (3TRI20).

O estado de São Paulo permaneceu como o principal mercado da companhia, correspondendo a 67% do VGV total intermediado pelas operações próprias.

A receita líquida subiu 31%. Passou de R$ 38,3 milhões para R$ 50,2 milhões no terceiro trimestre de 2020.

O crescimento da receita se deu, segundo a Lopes Brasil, principalmente pelo aumento da relevância das receitas da CrediPronto.

Financiamentos da Lopes Brasil aumentam

O volume financiado atingiu R$ 861 milhões. Ou seja, um aumento de 107% em relação ao mesmo período de 2019. Foram 2.686 novos contratos assinados, representando uma alta de 95% neste indicador.

O volume financiado continuou crescendo, impulsionado pelo cenário de juros baixos e pelas novas modalidades de crédito oferecidas.

A taxa média observada no 3T20 foi de 7,3% ao ano, uma redução de 1,2 ponto percentual. Como resultado dos fatores mencionados, o saldo final da carteira atingiu R$ 7,2 bilhões, crescimento de 20%.

Dívida e fluxo de caixa

Em 30 de setembro de 2020, a Lopes Brasil apresentava um endividamento, contabilizado no balanço patrimonial, de R$ 14,3 milhões.

Desse montante, R$ 10,8 milhões são referentes ao pagamento de opções de venda da participação dos não controladores (WrittenPut) das aquisições realizadas, valor este que está concentrado no curto prazo.

Os outros R$ 3,5 milhões referem-se ao saldo devedor, no final do 3T20, do contrato de crédito bancário realizado em abril de 2019.

Por fim, no terceiro trimestre de 2020, o caixa gerado pelas atividades operacionais foi de R$ 18,6 milhões, positivamente impactado pelo recebimento de lucros da CrediPronto (profitsharing) e recuperação das operações próprias e franquias em relação ao segundo trimestre de 2020.

Resultados da Lopes Brasil 3TRI20

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.