Lojas Renner (LREN3) reverte lucro em prejuízo de R$ 82,9 mi

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Lojas Renner

A Lojas Renner (LREN3) teve prejuízo de R$ 82,9 milhões no terceiro trimestre de 2020, revertendo lucro de R$ 186,7 milhões no terceiro trimestre de 2019.

De acordo com a empresa, o resultado foi impactado pelo menor resultado de produtos financeiros e redução do Ebitda de varejo.

As vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês) recuaram 17,2% no trimestre, ante crescimento de 8,3% em igual período de 2019.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

O resultado dos produtos financeiros foi uma despesa de R$ 51,2 milhões, revertendo o resultado positivo de R$ 103,2 milhões.

As despesas operacionais somaram R$ 653,9 milhões, retração de 3,% na comparação ano a ano.

Ebitda

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado foi negativo em R$ 38,2 milhões, contra Ebitda ajustado positivo de R$ 354,8 milhões no terceiro trimestre do ano passado

A margem Ebitda ajustado ficou negativa em 2,3%, ante margem positiva de 18,4% no mesmo trimestre de 2019.

Receita

A receita líquida atingiu R$ 1,651 bilhão no período, um recuo de 14,5% na comparação ano a ano.

O lucro bruto do varejo caiu 24,9% no terceiro trimestre de 2020, totalizando R$ 788,2 milhões.

A margem bruta na operação varejo ficou em 47,7%, baixa de 6,6 pontos percentuais.

Conforme a Lojas Renner, o desempenho foi afetado pelas maiores remarcações, principalmente, em julho, para ajuste dos estoques, parcialmente compensada pela entrada da nova coleção em setembro.

Investimentos

A empresa investiu R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre de 2020.

Os aportes foram destinados para centros de distribuição, Sistemas e Equipamentos de Tecnologia e abertura de novas lojas e remodelações.

No trimestre, a Renner inaugurou 5 lojas, totalizando 392 unidades em operação e 8 da Ashua. Já a Camicado, abriu uma loja, somando, assim, 113 unidades.

A Youcom, por sua vez, inaugurou 2 unidades, chegando a um total de 100 lojas, ao final do trimestre.

No acumulado  do ano, foram abertas 9 lojas, das quais 5 Renner, 2 Camicado e 2 Youcom.

Dívida

A dívida líquida da Lojas Renner encerrou o segundo trimestre em R$ 1,102 bilhão.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebtida ajustado, ficou em 0,77 vez no final do trimestre.

Um ano antes a alavancagem financeira era de 0,14 vez.

Confira os destaques do balanço da Lojas Renner (LREN3):

LREN3

Tá, e aí?

Em relatório a clientes, a Eleven avaliou o resultado como um “pouco melhor que o esperado”.

Ressaltou no documento que a companhia foi impactada pelo desempenho anêmico nas lojas que só reabriram a partir de setembro, assim como pelo resultado negativo de produtos financeiros.

“Reconhecemos os avanços realizados na frente digital e acreditamos que, a exemplo da Hering, os resultados da Renner indicam uma retomada do varejo de vestuário em um ritmo mais acelerado do que originalmente estimado”, escreveram analistas Daniela Bretthauer, Eric Huang e Tales Granello.

Cara ou barata?

A recomendação da Eleven é neutra, com preço-alvo de R$ 50, o que dá um upside de 17% frente ao valor do fechamento do dia 5 de novembro, em R$ 42,55.

Conforme o documento a recuperação de produtos financeiros, que historicamente têm um peso importante na formação dos resultados da Renner, segue pressionado este ano.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.