Lojas Americanas (LAME4) quer captar US$ 350 milhões em bonds

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação

A varejista Lojas Americanas (LAME4) pretende fazer uma captação de US$ 350 milhões em bonds, títulos representativos de dívida em moeda estrangeira.

De acordo com documento enviado à CVM, a emissão se dará por meio da subsidiária JSM Global e os títulos terão prazo final de vencimento de dez anos.

Conforme a empresa, a emissão será destinada exclusivamente à colocação no mercado internacional, junto a investidores institucionais qualificados

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Ainda segundo a Lojas Americanas, o indicativo de rating internacional é Ba1 pela Moody’s Investors Service, Inc., BB pela S&P Global Ratings e BB pela Fitch Ratings, Inc.

Lojas Americanas bonds

Após 15 anos acessando o mercado local, a Lojas Americanas informa que seu objetivo é acessar uma nova fonte de recursos, com prazos maiores, alongando o perfil do endividamento da Companhia.

“Esse é mais um importante passo na estratégia de otimização da estrutura de capital, na sequência do follow-on finalizado em 14 de julho de 2020, gerando maior flexibilidade para aceleração do desenvolvimento dos negócios”, acrescentou.

Destaca-se, ainda, que o rating local da Companhia foi elevado para AAA pela Fitch Ratings, Inc., conforme Comunicado ao Mercado divulgado em 27 de julho de 2020.

Follow-on

A Lojas Americanas levantou R$ 7,87 bilhões em sua oferta subsequente de ações, conforme fato relevante publicado nesta terça-feira (14).

O preço fixado por ação foi de R$ 34,50 para ações preferenciais e as ordinárias saíram a R$ 29,78.

Assim, seu capital social passou a ser de R$ 12,240 bilhões dividido 653.154.656 ações ordinárias e 1.213.406.137 ações preferenciais.

Lojas Americanas balanço

No segundo trimestre, a Lojas Americanas teve prejuízo de R$ 7,1 milhões no segundo trimestre, revertendo lucro de R$ 112,7 milhões de um ano antes.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 741,9 milhões, queda de 10,8%.

Com isso, a margem Ebitda recuou 3 pontos porcentuais, para 15,9%.

Já a receita líquida avançou 5,9%, a R$ 4,672 bilhões.

Quer investir no mercado de ações? Preencha o formulário abaixo e fale com um assessor de investimento.