Log-in (LOGN3) reverte prejuízo e lucra R$ 37,5 milhões no 2TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

A Log-in (LOGN3) reverteu o prejuízo do 2TRI20 e lucrou R$ 37,5 milhões no segundo trimestre de 2021 (2TRI21).

O lucro veio, segundo a empresa, do melhor desempenho operacional dos negócios, e a menor despesa de variação cambial, explicada no resultado financeiro.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

O resultado financeiro da empresa totalizou uma despesa 76,1% inferior no 2TRI21, principalmente devido ao efeito positivo da variação cambial em 2T21 que incide nos financiamentos que têm parcelas indexadas ao dólar junto ao BNDES, com vencimento de longo prazo.

Log-in (LOGN3): principais números do balanço do 2TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 2TRI21: R$ 37,5 milhões
  • Prejuízo 2TRI20: R$ – 14,8 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 2TRI21: R$ 93,2 milhões
  • Ebitda 2TRI20: R$ 67,7 milhões

Receita operacional líquida

  • Receita 2TRI21: R$ 352,8 milhões
  • Receita 2TRI20: R$ 234,6 milhões

Receita sobe 50% e Ebitda cresce 37%

A receita operacional líquida da Log-in (LOGN3) aumentou 50,4%. Assim, o indicador passou de R$ 234,6 milhões (2TRI20) para R$ 352,8 milhões (2TRI21).

Segundo a empresa, os fatores que levaram ao aumento da receita foram o maior volume transportado no segmento Feeder (+38%) devido à alta de importações e exportações no Brasil; maior volume transportado na cabotagem (+20%) devido, em especial, à retomada das indústrias que foram mais impactadas pelo início da pandemia em 2T20; maior volume movimentado de contêineres, carga geral e serviços de armazenamento no TVV; e maior volume de transporte de veículos entre Brasil e Argentina.

Já o Ebitda Ajustado cresceu 37,6%. Passou de R$ 67,7 milhões para R$ 93,2 milhões.

A margem Ebitda ajustada caiu de 28,9% para 26,4%.

Outros destaques da Log-in (LOGN3)

A Log-in (LOGN3) registrou redução de Despesas Operacionais em 7,6% no 2TRI21 decorrente de Impacto não recorrente do programa de stock-options da companhia no 2T20; e a implementação de medidas estratégicas de redução de despesas gerais e administrativas, apesar da manutenção do quadro de funcionários.

No 2T21, o Capex em investimentos correntes decorreu principalmente das docagens programadas dos navios Log-In Resiliente e Log-In Endurance, e de Investimentos de Capital do TVV, referente ao pagamento inicial da aquisição dos guindastes (MHC) e empilhadeiras (Reach Stackers). Este investimento faz parte do projeto executivo do TVV, aprovado pela ANTAQ, no montante de aproximadamente de R$ 121 milhões, cujo prazo de execução será de 21 meses com término previsto para 10 de março de 2023.

Em 30 de junho de 2021, a Log-in possuía uma dívida líquida de R$ 783,6 milhões e uma dívida bruta de R$ 1.339,4 milhão, com custo médio de 7,68% a.a., sendo 91% da mesma com amortização no longo prazo.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3

Log-in (LOGN3)