Log-In (LOGN3) reduz prejuízo líquido em 81,4% no 1TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A Log-In (LOGN3) reduziu seu prejuízo líquido no primeiro trimestre de 2021 em 81,4% no comparativo com o mesmo período do ano anterior.

Nos três primeiros meses deste ano o prejuízo ficou em R$ 21,3 milhões contra um prejuízo de R$ 114,6 milhões do mesmo período de 2020.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Veja aqui o balanço completo.

Log-In (LOGN3): principais destaques do balanço do 1TRI21

Prejuízo líquido

  • Prejuízo 1TRI21: R$ 21,3 milhões
  • Prejuízo 1TRI20: R$ 114,6 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 1TRI21: R$ 70,5 milhões
  • Ebitda 1TRI20: R$ 53,2 milhões

Receita líquida

  • Receita 1TRI21: 296,7 milhões
  • Receita 1TRI20: 271,3 milhões

Ebitda sobe 32,5% no 1TRI21

O Ebitda ajustado da Log-In (LOGN3) cresceu 32,5% nos três primeiros meses de 2021 em relação ao mesmo período de 2020.

No 1TRI21 o Ebitda ajustado ficou em R$ 70,5 milhões contra R$ 53,2 milhões do 1TRI20.

Já a margem Ebitda passou de 19,6% (1TRI20) para 23,7% (1TRI21). Ou seja, aumento de 4,1 p.p.

Os indicadores creceram, segundo a Log-In (LOGN3) por conta da expansão nos volumes de contêiner, principalmente no Feeder de importação, e pelo impacto positivo da desvalorização do real nas receitas fixadas em dólar.

Receita cresce 9,4%

A receita operacional líquida da Log-In (LOGN3) cresceu 9,4% no comparativo do 1TRI21 para o 1TRI20.

O indicador passou de R$ 271,3 milhões para R$ 296,7 milhões.

Segundo a empresa, o crescimento é explicado pelos seguintes fatores: maior volume transportado pelos navios no segmento Feeder (+27%) devido ao aumento das importações e exportações; impacto positivo da desvalorização do real nas receitas fixadas em dólar; maior volume movimentado de contêineres e produtos siderúrgicos no TVV; retomada dos volumes de importação de veículos para o Brasil.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.