Locaweb (LWSA3) informa aquisição da Social Miner por R$ 22,2 milhões

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Divulgação Locaweb

A Locaweb (LWSA3) informou nesta quarta-feira (23) que fechou a compra de 100% da Social Miner por R$ 22,2 milhões. Parte do dinheiro será retido pela Locaweb para possíveis indenizações assumidas pelos vendedores.

A aquisição, segundo a companhia, vão ao encontro da estratégia atual da Locaweb, que planeja oferecer uma suíte completa de serviços para acompanhar a jornada do consumidor em e-commerces.

De acordo com a empresa, o negócio não está sujeito à aprovação em assembleia geral de acionistas, já que não preenche os requisitos do artigo 256 da Lei das SAs, que determina a dimensão mínima de uma aquisição para que ela seja submetida à assembleia. Mas dependerá de uma reorganização societária prévia da Social Miner, além de outra condições precedentes usuais para este tipo de transação

A Social Miner foi fundada em 2014. Fornece serviços para e-commerce e varejistas pela plataforma SaaS, de forma que os vendedores aumentem suas vendas e o engajamento de consumidores. 

A plataforma permite interações em tempo real com os visitantes dos e-commerces, por meio de mensagens comportamentais, web pushes personalizados e outros canais inteligentes.
Locaweb registra maior valorização do ano na bolsa: Saiba mais

JBS (JBSS3) colocará R$ 250 mi em programa pela Amazônia

A JBS (JBSS3) anunciou a criação do programa Juntos Pela Amazônia, um conjunto de iniciativas com visão de longo prazo com o objetivo de aumentar a conservação e o desenvolvimento do bioma, engajando o setor e propondo ações para além da cadeia de valor.

A companhia pretende aportar no projeto R$ 250 milhões nos primeiros 5 anos, podendo chegar a R$ 500 milhões até 2030. A JBS diz que convidará seus acionistas a contribuírem com o fundo e se compromete a igualar sua contribuição na mesma proporção. A meta é levar os recursos do fundo a um total de R$1 bilhão até 2030.

O programa integra a prioridade Mudanças Climáticas do plano de metas globais de sustentabilidade da companhia, apresentado em 2019. A JBS afirmou que os pilares fundamentais do Juntos Pela Amazônia são: desenvolvimento da cadeia de valor; conservação e recuperação de florestas; apoio às comunidades; e desenvolvimento científico e tecnológico.