Localiza (RENT3): lucro líquido cresce 75,9% no 4TRI20

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Localiza (RENT3)

O lucro líquido da Localiza (RENT3) cresceu 75,9% no quarto trimestre de 2020 no comparativo com o mesmo período do ano passado.

No período a empresa lucrou R$ 401,8 milhões contra R$ 228,4 milhões no 4TRI19.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

O lucro líquido de 2020 alcançou R$ 1,05 bilhão, crescimento de 25,7% em relação ao ano anterior.

Ebitda da Localiza aumenta 19%

O Ebitda da Localiza foi de R$ 752,5 milhões no 4TRI20. Ou seja, crescimento de 19,5% ante os R$ 629,6 milhões do 4TRI19.

Já a margem Ebitda da empresa ficou em 58,6% no 4TRI20 contra 54,5% no mesmo período de 2019.

Segundo a empresa, o trimestre foi impactado pela recomposição do salário dos colaboradores que tiveram redução da remuneração no período; aumento da provisão para devedores de liquidação duvidosa na divisão de aluguel de carros em razão dos impactos causados pela pandemia; complemento na provisão de participação nos lucros em razão dos resultados do exercício; aumento de provisões fiscais e custos associados à retirada da marca Hertz da rede de agências.

Receita líquida cresce 1% em 2020

No 4T20, a receita líquida consolidada da Localiza apresentou redução de 2,2%, em razão das menores vendas de Seminovos para atender ao pico de férias no Aluguel de Carros, num contexto de menor disponibilidade de carros novos.

Em comparação ao 4T19, a receita líquida de aluguéis apresentou crescimento de 11,1%, sendo 12,1% na divisão de Aluguel de Carros e 7,7% na divisão de Gestão de Frotas.

A receita líquida do Seminovos no 4T20 teve redução de 10,9% em comparação ao mesmo período do ano anterior em razão dos menores volumes disponibilizados para venda, parcialmente compensados pelo aumento de 15,7% no preço médio de venda.

Em 2020, a receita líquida consolidada apresentou aumento de 1,1% quando comparada ao ano anterior.

A receita líquida de aluguéis apresentou aumento de 5,3%, com crescimento de 3,2% na divisão de Aluguel de Carros, mais impactada pela pandemia, e crescimento de 12,0% na divisão de Gestão de Frotas.

A receita líquida do Seminovos teve redução de 1,6% quando comparada a 2019, com redução de 8,4% do volume de carros vendidos, em razão do fechamento das lojas entre março e abril deste ano, no período mais crítico da pandemia, e da redução nos volumes disponibilizados para venda no 4T20, conforme mencionado anteriormente. Os preços médios de venda avançaram 7,4% no ano, refletindo o aumento dos preços dos carros novos.