Linx (LINX3) e Copel (CPLE6) anunciam alterações acionárias relevantes

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Reprodução/Faceb

A Linx (LIX3) informou, nesta sexta (25), que o Morgan Stanley atingiu participação correspondente a 5,0% do total de ações ordinárias da empresa.

No total, o Morgan Stanley tem atualmente 9.506.212  de ações ordinárias da Linx.

O Morgan Stanley comunicou, ainda, que a participação societária “não objetiva alterar a composição do controle ou estrutura administrativa da companhia”.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

Todos querem a Linx (LINX3): entenda a disputa pela empresa

Totvs (TOTS3): conselheiros da Linx (LINX3) recusam proposta

Copel (CPLE6): Itaú (ITUB4) reduz participação para 4,67%

A Copel (CPLE6) comunicou nesta sexta (25) que fundos geridos pelo Itaú Unibanco reduziram sua participação acionária.

Passaram a a deter agora 6.775,278 ações ordinárias, o que corresponde a 4,67% do total.

Oi (OIBR3; OIBR4): três coisas que você precisa saber antes de comprar

Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) em alta: vale a pena investir?

.