Linx (LINX3) fecha termos de incorporação com Stone; AGE será em novembro

Marcia Furlan
Jornalista com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou na Editora Abril e Agência Estado, do Grupo Estado, como repórter e editora de Economia, Política, Negócios e Mercado de Capitais. Possui MBA em Mercado de Derivativos pela FIA.
1

Foto: Linx (LINX3) assina termos de incorporação com Ston

A Linx comunicou nesta sexta-feira (2) que fechou com a STNE Participações protocolo e justificação com os termos para a incorporação da totalidade das ações da companhia, anunciada em agosto.

Além disso, o conselho de administração da Linx aprovou a dispensa de realização de eventual oferta pública de aquisição de ações e a dispensa de ingresso da STNE no Novo Mercado. Também aprovou a assinatura de um segundo aditivo entre as partes, para ajustar os números de ações de emissão da Linx e planos de opções.

Segundo comunicado da empresa, uma Assembleia Geral Extraordinária foi convocada para 17 de novembro para analisar as decisões.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

Caso essas propostas autorizadas pelo conselho não sejam aprovadas pelos acionistas, a empresa poderá dar continuidade às negociações com a Totvs (TOTS3), que também manifestou interesse na fusão com a Linx.

Perto das 11h10, as ações LINX3 na bolsa tinham queda de 0,68%, cotadas a R$ 35,01. TOTS3 recuava 1,16%, a R$ 27,19.

A integração das atividades das empresas, se aprovada , será implementada por meio da incorporação das ações da Linx pela STNE, prevendo que os acionistas da Linx receberão ações preferenciais mandatoriamente resgatáveis classe A e classe B de emissão da STNE. O acordo prevê também o resgate da totalidade dessas novas ações preferenciais mandatoriamente resgatáveis da STNE mediante pagamento de valor em dinheiro e da entrega de ações classe A de StoneCo, negociadas na Nasdaq ou BDRs.

A relação de troca será de 1 ação preferencial mandatoriamente resgatável classe A e 1 classe B de emissão da STNE para cada ação ordinária de emissão da Linx.

No resgate, cada ação preferencial Classe A de STNE receberá R$ 31,56 e cada ação preferencial Classe B de STNE receberá 0,0126774 ação classe A de emissão da StoneCo ou 0,0126774 BDR Nível I da StoneCo, sendo que cada BDR corresponderá a uma ação Classe A StoneCo.

Os detentores de American Depositary Shares(ADS) de emissão da Linx receberão ações Classe A StoneCo e os detentores de ações da Linx receberão BDRs StoneCo.

O documento esclarece que, com a consumação da operação, as ações de emissão da Linx deixarão de ser negociadas no segmento do Novo Mercado da B3 e as ADS da Linx deixarão de ser negociadas na Bolsa de Valores de Nova York. A STNE poderá vir a solicitar o cancelamento do registro de companhia aberta da Linx.

Reunião do conselho da Linx

Os conselheiros Nércio José Monteiro Fernandes, Alberto Menache e Alon Dayan optaram por não participar da reunião em questão, a fim de reforçar, segundo eles, a percepção de imparcialidade nas decisões.

No encontro, os conselheiros independentes relataram que analisaram a proposta da Totvs nos últimos 47 dias, “com mais de 20 interações, elaboração de estudos, análises e opiniões”.

Foi apresentado ainda um comparativo, elaborado pela BR Partners, entre as duas propostas. Na ata, a empresa ressalta que a proposta da Totvs prevê parte relevante do pagamento em ações e que “até o momento, apesar de solicitada, não se aprofundou ou apresentou detalhes sobre o potencial de sinergia, ganhos de eficiência e fortalecimento dos investimentos”.

Também foram apresentados pareceres jurídicos e de especialistas. Por fim, os conselheiros se manifestaram a favor do negócio com a Stone e recomendaram sua aprovação ao acionistas, que devem se posicionar na AGE de novembro.