Linhas de crédito para pessoas físicas reduzem juros em outubro

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução / Getty Images / IStockphoto / Uol

Cartão de crédito, cheque especial, empréstimo pessoal e mais. Todas as taxas de juros para pessoas físicas apresentaram redução no mês de outubro, informou o BC.

Segundo Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor executivo da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), foi a 7ª redução consecutiva.

O economista apontou que, entre os fatores determinantes para esse cenário, estão a queda da Selic para 2% ao ano, operações de crédito com juros baixos e aportes do governo para pagamento das folhas das empresas pequenas e médias.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

Quedas de juros nas linhas para pessoas físicas

A taxa de juros para pessoa física caiu aproximadamente 0,36% em outubro, de 5,56% para 5,54%. Esse índice é o menor desde agosto de 2013, quando registrou 5,51% ao mês.

No cartão de crédito, a redução foi de 0,18% no período, caindo de 11,03% ao mês para 11,01%. Assim como a anterior, também é a menor registrada desde janeiro de 2016, quando foi de 10,96% ao mês.

A redução no cheque especial foi de 0,29% e é a menor da série histórica. Em setembro era de 7,01% ao mês e, agora, é de 6,99%.

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal apresentou redução tanto em bancos quanto em financeiras. No primeiro caso, a redução foi de 0,64% e, agora, está em 3,12% ao mês, menor taxa desde agosto de 2013.

No empréstimo pessoal junto às financeiras, a redução foi menor, de 0,32% e, agora, é de 6,16% ao mês, também a menor da série histórica.

Comércio

A redução no comércio foi de 0,43%, chegando a 4,64% ao mês. É a menor taxa desde setembro de 2014 (4,63% ao mês – 72,14% ao ano).

O fenômeno se repetiu no crédito direto ao consumidor (financiamento de automóveis), com redução de 2,24% – de 1,34% ao mês para 1,31% ao mês em outubro, menor taxa da série histórica.

Juros para pessoa jurídica

Assim como ocorreu com as taxas voltadas às pessoas físicas, todas as linhas de crédito caíram pela sétima vez para as pessoas jurídicas.

A taxa de juros média geral registrou baixa de 1,04% no mês e foi para 2,86% ao mês em outubro, a menor taxa de juros da série histórica.

Taxa de juros x Selic

Comparando-se a taxa Selic de março de 2013 a outubro deste ano, houve uma redução de 5,50 pontos percentuais (ou 72,41%), de 7,25% para 2% ao ano em outubro.

Neste período, de acordo com a Anefac, a taxa de juros média para pessoa física apresentou elevação de 3,02 pontos percentuais (ou 3,43%), de 87,97% ao ano em março de 2013 para 90,99% ao ano em outubro.

Nas operações de crédito para pessoa jurídica, informou o órgão, houve uma redução de 3,31 pontos percentuais (ou 7,60%), de 43,58% ao ano em março de 2013 para 40,27% ao ano em outubro.

* Com informações do G1

Money Week vem aí, de 23 a 27 de setembro. Inscreva-se

Teste de impairment: para que serve e qual a sua importância?

Analistas: vitória de Biden nos EUA pode favorecer bolsa brasileira

Se você quer investir no mercado de renda variável preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos vai entrar em contato.